Varas, porque quebram

Após todo estes anos trabalhando com equipamento de pesca, posso afirmar sem medo de errar que as quebras de varas se dão por manuseio indevido do pescador.

Elas são quebrada nas portas de carros, colisão com mureta, beirada de barco, parede, cobertura e outros, elas são pisada esmagada, sentada, mordida, roída, atropelada e outro acidentes acontecem, normal mas o pior delas é a forma que o pescador manuseia elas. A vara de pesca por mais que sejam resiste elas NÃO SÃO INQUEBRÁVEIS, todas quebram e se o pescador não cuidar como se deve elas quebrarão sim. Outra modalidade de quebra é quando, de uma forma suicida, o pescador arca a ponta com a mão ou arca a vara puxando a ponta em direção ao cabo esta e a formar mais criminosa contra a vara de pesca e o pescador nunca reconhece que fez besteira, é mais fácil afirmar que a vara é uma porcaria ou estava com defeito, e se ainda estiver dentro da garantia dos 3 meses, corre até a loja onde comprou para brigar e colocar a culpa em outro mas vale a pena tentar se o vendedor engolir…..

Um dia me falaram que a velocidade mais perigosa para se dirigir é a de 40 km/h, logo percebi que era uma piada mas explicou que todos os acidente quando os condutores vão tentar justificar, sempre diz que a velocidade que estavam era de 40 km/h. E com as varas são a mesma coisa, o peixe que mais quebram varas são os que não alcançavam 1/2 kl, estes peixes são realmente um serial killer de varas de pesca, eita peixinho brabu. E o pescador lesado por este peixinho sempre tem uma testemunha que na maioria das vezes não abre a boca, pela tamanha ignorância do tal peixe.

Outra modalidade de quebra é feita quando na hora da fisgada o pescador ultrapassa, a fisgada, alem dos 45° do alinhamento da vara, geometricamente prova que elevando a vara alem dos 45°, só diminui a potência da fisgada e aumenta a possibilidade de quebra por que a potência da fisgada passa da parte inferior do cabo, que é mais rígido, para a ponta que é mais flexível, ocasionando a quebra.
Também quebra se varas quando se tenta levantar o peixe com ela, lembrem-se ultrapassou os 45° .

Colaboração : Tadeu Miraguaia

vara-de-pesca-quebrada

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

3 Comentários

  1. Olá !!!

    Tenho algumas varas de 14 a 17 libras de 1,50 mts, e adoraria poder pescar com ela em um pesqueiro aki proximo, onde pega-se exemplares de fundo de no máximo 7 kg, porém o vendedor da loja diz que varas nessa libragem e devido a flexibilidade das mesmas elas são para uso exclusivo de iscas artificias, isso está correto ??? ou posso utiliza-las para pesca de fundo ??? desde já agradeço a ajuda dos amigos …

  2. Já quebrei uma vara no arremesso, não sei se por colocar uma chumbada inadequada ou por ter forçado demais no arremesso.Gostaria de algum comentário sobre o uso correto das chumbadas.

  3. Um bom texto.
    Para complementar, talvez o tadeu pudesse explicar ainda que, quando a isca acerta a vara, seja num arremesso ou escapando de um enrosco, por exemplo. Ela geralmente provoca pequenas trincas na vara, que podem se partir em brigas ou fisgadas com peixes pequenos. Então pequenas pancadas são quase mortais para as modernas varas de pesca.
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.