Tocantins terá apoio para a aquicultura

Entre os projetos estão à implantação de um manejo sustentável nos lagos das bacias dos rios Tocantins e Araguaia; liberação de linha de crédito; entre outros

O ministro da Pesca, Altemir Gregolin, garantiu ao governador Carlos Henrique Gaguim que o governo federal apoiará o Tocantins com ações e recursos para o desenvolvimento do setor da Aquicultura e até dezembro deste ano o lançará a pedra fundamental do primeiro núcleo da Embrapa Pesca do Brasil, que será instalado no Tocantins. O anúncio foi feito durante audiência com o governador, na quarta-feira, 21, em Brasília.

O governador Carlos Gaguim entregou ao ministro Gregolin uma pauta de solicitações que visam desenvolver a Aquicultura na região. Entre os projetos estão à implantação de um manejo sustentável nos lagos das bacias dos rios Tocantins e Araguaia; aplicação de projeto para construção e/ou manutenção de tanques e redes para piscicultura nos lagos das Usinas Hidrelétricas no Tocantins; mecanismo que propicie infraestrutura de armazenamento e processamento de pescado; e a liberação de linha de crédito para revitalização da frota pesqueira do Estado.

Pedimos que o ministro esteja nos auxiliando junto aos estados do Tocantins, Mato Grosso, Pará e Goiás, no sentido de fazer a preservação dos rios e lagos e também promovermos capacitação dos pescadores para receber turistas no Tocantins e colocá-los como o maior produtor de pesca do país”, afirmou o governador.

Sobre o núcleo da Embrapa Pesca no Tocantins, Altemir Gregolin disse que a unidade irá coordenar as pesquisas na área da piscicultura das unidades regionais da Embrapa de todo o Pais, além de estudos de universidades. Segundo o ministro, serão cerca de 20 pesquisadores atuando na unidade da Embrapa no Tocantins e disse que anunciará em breve concurso para preenchimento das vagas.

O ministro anunciou ainda a disponibilização do Pronaf Alimentos – Programa Nacional de Agricultura Familiar, quando os produtores poderão conseguir financiamentos de até R$ 100 mil, com prazo de 10 anos para pagar e carência de três anos.

Fonte = Jornal Primeira Página

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.