Superintendência Pernambucana inicia atendimento itinerante no interior do estado

O deslocamento desses pescadores à sede da SFPE-PE acarretaria para eles, a perda de todo um dia de trabalho

A equipe do Registro Geral das Atividades Pesqueiras (RGP) da Superintendência Federal da Pesca e Aquicultura em Pernambuco (SFPA-PE) deu início a um atendimento itinerante que vai facilitar a vida dos pescadores e aquicultores do estado. Além de esclarecer sobre o Registro Geral das Atividades Pesqueiras, entregar e renovar carteiras de pescador profissional artesanal e cadastrar novos profissionais, durante as visitas a equipe vai abordar temas de suma importância para os pescadores, como direitos trabalhistas e previdenciários. Serão três visitas anuais a cada região, de modo a garantir a continuidade dos trabalhos executados.

Em princípio, tais ações itinerantes foram pensadas levando em consideração as distâncias dessas localidades. O deslocamento desses pescadores à sede da SFPE-PE acarretaria para eles, a perda de todo um dia de trabalho, comprometendo a renda familiar. Outro fator que motivou a equipe do RGP a visitar os pescadores em seu lugar de origem, é que grande parte dessa população se mantém com menos de um salário mínimo mensal. Por fim e não menos importante, ressalta a intenção do Ministério da Pesca e Aquicultura em presenciar a realidade das comunidades a que atende, percebendo seus anseios e desejos.

Durante as viagens, a estimativa é que sejam atendidas cerca de 2.050 pessoas, sendo 400 no Litoral Sul, 350 no Litoral Norte, 300 no Agreste e mil no Sertão. Os números, no entanto, podem ser ainda maiores, levado em consideração o tempo entre as visitas, o período em que ocorrem, o local e a quantidade de pescadores nas entidades.

A primeira etapa das visitas aconteceu entre os dias 25 e 29 de outubro nas cidades do Litoral Sul de Pernambuco. Foram contemplados os municípios de Barreiros (Z-22), Tamandaré (Z-05), Rio Formoso (Z-07), Sirinhaém (Z-06) e São José da Coroa Grande (Z-09). Nesse último, além da colônia, foram atendidas também a associação de pescadores e as comunidades do Centro, de Abreu do Uma e da Várzea do Uma.

No começo do mês de novembro, o RGP Itinerante realizou os trabalhos na Região Agreste do estado. Inicialmente, foram contemplados os municípios de Venturosa (Z-24), Bom Conselho, Águas Belas, Belo Jardim e Pedra (Z-30). A segunda etapa acontece entre os dias 22 a 26 de novembro.

As visitas ainda seguem em direção ao Litoral Norte, entre 16 a 19 desse mês, e ao Sertão, onde ficarão durante 14 dias no mês de dezembro. A Região Metropolitana do Recife também pode ser atendida pelas visitas, desde que as comunidades pesqueiras solicitem os serviços junto à SFPA-PE.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.