Sashimi

sashimiSashimi (??) é uma iguaria da culinária japonesa primariamente consistindo de peixes e frutos do mar frescos, em fatias finas e servidos com apenas molho de soja e wasabi. Alguns ingredientes de sashimi, como o polvo, são servidos cozidos, mas a maioria dos peixes, como o atum, é servida crua. Sashimi menos comum mas não raro são os itens vegeterianos como yuba e carnes vermelhas cruas como carne bovina ou de cavalo. O nome sashimi pode ter vindo da prática de grudar o rabo do peixe nas fatias, para que se soubesse qual peixe o indivíduo estava comendo.

Sashimi é quase sempre o primeiro prato em uma refeição formal japonesa. Muitas pessoas acreditam que o sashimi, tradicionalmente considerado o melhor prato da culinária japonesa, deveria ser saboreado antes de outros pratos, para que o paladar não seja afetado.

Tataki, (??? ou ??), é um tipo de sashimi levemente chamuscado.

Ikezukuri (????, lit. “preparado vivo”) é um método de preparar sashimi, mais difícil que os métodos tradicionais de sashimi devido à condição do ingrediente. Ele requer um peixe vivo ou um crustáceo como uma lagosta. Restaurantes de ikezukuri possuem um tanque do qual um peixe vivo é escolhido, às vezes no jantar. A carne é removida de um lado da espinha do peixe, cortado em fatias finas, e arranjado no peixe ainda vivo. O peixe é então colocado em seu prato na ordem que é cortado.

Algumas vezes o peixe está vivo ou ligeiramente vivo ao final do jantar. A prática é banida na Austrália e na Alemanha, onde é visto como crueldade com os animais.

Fugu é um sashimi preparado com o peixe baiacú (Fugu) que é venenoso por conter tetradotoxina de onde libera a substância pelo ânus, e pode levar a morte, por isso, no Japão, quem prepara o fugu precisa ter uma licença especial do governo e ter capacidade suficiente de analisar se o peixe liberou gases ou defecou, impedindo assim que o prato chegue ao cliente com o veneno. Como precisa de licença e ainda há o risco de morte é o mais raro e caro sashimi.

Origem: Wikipédia

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.