Produção de Pangasius no Delta do Mekong Cai Devido Falta de Financiamento

Mesmo com o volume de exportação de pescado (seafood) do Vietnã nestes primeiros 4 meses de 2010 (janeiro a abril) ter atingido $ 1,2 bilhão de dólares e apesar dos orgãos oficiais reafirmarem que o Vietnã deve exportar este ano mais de 1 bilhão de dólares somente com Pangasius, alguns desafios estão acontecendo depois que os USA implementaram as medidas de inspeção do bagre vietnamita.

O que se sabe na realidade é que a produção de pescado no Delta do Mekong principalmente do bagre Pangasius e de Camarão caiu consideravelmente devido a paralização de muitas fazendas aquícolas pela falta de acesso à linhas de crédito e empréstimos para suas atividades.

Os aquicultores precisam de empréstimos para compensar a elevação nos preços das rações, mas os bancos se recusaram a emprestar, dizendo que muitos produtores têm sido negligentes em pagar as suas dívidas e prover relatórios.

Segundo autoridades vietnamitas, o problema começou em 2008 quando os preços do bagre tra (pangasius) despencaram e os agricultores foram incapazes de vender devido a um excesso de oferta.

Em 2009, muitas famílias continuaram investindo grandes recursos em suas fazendas com a esperança de recuperar o capital perdido. No entanto, os preços continuavam baixos, o que aprofundou a dívida das famílias.

O preço do Pangasius aumentou ligeiramente no início deste ano, mas depois continuou caindo sempre acompanhado da alta dos preços das rações.

Os criadores de peixes no Mekong agora devem aos bancos milhões de dólares e boa parte deles simplesmente não podem pagar. Muitos aquicultores já têm todos os seus imóveis hipotecados.

Entretanto, vários produtores começaram a pegar empréstimos de agiotas a 5-10 por cento ao mês. Um absurdo para os padrões vietnamitas. Agora, eles não podem pagar estes empréstimos também.

Segundo extensionistas do Departamento de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Província de Dong Thap, o cultivo do bagre tra na área é de apenas 1.100 hectares este ano, 700 hectares a menos do que durante o mesmo período do ano passado.

Em outras províncias do delta, 40-50 por cento dos viveiros foram abandonados, segundo os agentes de extensão.

Segundo um diretor da Associação de Pesca Giang, a piscicultura exige agora mais capital para produzir as mesmas quantidades. Ele disse que para produzir 100 toneladas de peixe do bagre Pangasius, o aquicultor precisa de pelo menos USD $90,000-$95,000. A maioria dos criadores não podem pagar as sempre crescentes despesas sem empréstimos dos bancos.

Após mais de dois anos de perdas, os aquicultores podem “afogar-se” se os bancos não liberam “bóias salva-vidas em forma de empréstimos emergenciais”, afirmou o diretor.

Fonte: http://mybelojardim.com

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

um comentário

  1. Sobre a procedência deste peixe,com relação a criação e se nosso governo exige um certificado de saude ou qualidade de produto ou qualquer coisa parecida,pois tenho recebido criticas de pessoal ligado a saude ,sobre testes ou pesquisas com o file deste peixe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.