PMA prende pescador com equipamento ilegal em Coxim

Além dos petrechos proibidos, os militares descobriram um freezer com três quilos de pacu

Policiais militares de Coxim encontraram ontem (10), durante vistoria na antiga cooperativa de pesca do município, vários petrechos de pesca proibidos. O material – 10 redes de malha (630 metros) e quatro tarrafas – estavam sob posse do zelador do local, que foi encaminhado para a Delegacia onde foi preso em flagrante. Esta foi a primeira prisão realizada desde o início da piracema, que começou em 5 de novembro.

Além dos petrechos proibidos, os militares descobriram um freezer com três quilos de pacu. O pescado apresentava marcas de malha, sinal de pesca predatória, proibida durante o período de reprodução dos peixes. Pela prática considerada crime ambiental, a pena prevista, no caso de condenação, é de um a três anos de detenção. Todo o material foi apreendido junto com o acusado.

Segundo a Polícia Militar Ambiental (PMA), a operação piracema se desenvolve de forma tranquila nos rios do Estado. As únicas ocorrências registradas até o momento foram em Coxim, durante esta semana. No último dia 09, dois homens que pescavam com redes fugiram dos policiais, mas foram identificados e autuados administrativamente.

Fonte: Capital News

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.