Pescador captura tambaqui gigante no Amazonas

Um pescador de uma comunidade ribeirinha de Maraã, no norte do Amazonas, capturou um peixe tambaqui gigante: 1,15 m de comprimento e 44 kg –normalmente a espécie tem entre 15 e 25 kg.

Devido ao tamanho do exemplar, a prefeitura da cidade doou o tambaqui ao Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia).

O tambaqui (Colossoma macropom) é um peixe nobre da bacia amazônica. Segundo maior peixe de escamas do Brasil –só perde para o pirarucu–, se alimenta de frutos, folhas e caules. Sua pesca é controlada, mas a espécie não está em extinção.

A doutora em ecologia Sidinéia Amadio, que trabalha no Inpa há 28 anos, disse que nunca tinha visto um tambaqui de 44 kg. “Pelos registros que nós temos no Inpa, esse é o maior, é uma raridade”, disse.

Pelo tamanho do peixe, a pesquisadora acredita que o tambaqui gigante tenha entre 12 e 15 anos de idade. “Ele deu muita sorte de não ter sido pescado antes”, afirmou.

Amadio afirmou que o peixe será preservado com formol para fins de pesquisas educacionais. Em no máximo três meses, o público poderá ver o tambaqui gigante na exposição da coleção de peixes do Inpa.

PESCADOR

A reportagem não localizou Nilton Firmino, 40, que pescou o tambaqui. Ele mora em uma comunidade isolada do rio Auti-Paraná (630 km de Manaus). Ele vendeu o tambaqui na feira da cidade por R$ 600 ao comerciante João Kennedy Mesquita.

O comerciante disse à reportagem, por telefone, que Firmino pescou o tambaqui no final de julho, no lago Anarucu, que deságua no rio Auti-Paraná, subafluente do Japurá, região de Solimões.

“Ele [Firmino] viu um bicho se debatendo e não conseguiu puxar [o peixe] com o anzol. Foi em casa e pegou um arpão, pensando que era um peixe-boi. Quando tirou da água viu que era um tambaqui”, afirmou Mesquita.

O comerciante disse que vendeu o tambaqui ao prefeito de Maraã, Dilmar Santos Ávila (PTB), por R$ 1.000. O prefeito fretou um avião para transportar o animal para o Inpa, em Manaus, em seis horas de viagem. “É uma coisa inédita, que não podia ser consumida para o bem da ciência”, disse.

Veja também

cuiu-cuiu

Macapá – Durante pesca esportiva peixe de couro assusta turistas

Turistas que faziam pesca esportiva às margens do Rio Macacoari, a 110 quilômetros de Macapá ...

Um comentário

  1. Gostaria de receber a foto desse tambaqui de 44 kg em meu email.

    Grato,

    Peixe Bruto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


cinco + = 12

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>