Operação localiza matança de jacarés no Amazonas

Alguns maiores de 4 metros, que seriam utilizados como isca para a pesca

Agentes ambientais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) localizaram matança de jacarés que serviam de isca para a pesca da piracaitinga. A ação foi encontrada durante a “Operação Tambaqui” realizada nas Reservas de Desenvolvimento Sustentáveis (RDS) Amanã e Mamirauá, entre 9 e 20 de março. A operação aplicou R$45.181,00 em multas.

De acordo com o Ipaam, a Operação percorreu o Rio Solimões nos trechos próximos à RDS Mamirauá e RDS Amaná. Fiscais passaram ainda pelos municípios de Alvarães, Uarini, Jutaí e Tonantins e pela orla dos municípios de Juruá e Fonte Boa, com incursão pelo Auati-Paraná que liga os Rios Solimões e Juruá.

Durante as abordagens, foram apreendidos de 990 quilos de pescado das espécies tambaqui, pirarucu, surubim e piracatinga, além de 481 quilos de carne de jacaré e mais 12 exemplares de jacarés inteiros, alguns deles maiores de 4 metros, que seriam utilizados como isca para a pesca, em substituição aos botos já utilizados criminosamente nesse sentido. Quatro tracajás vivos, cinco macacos guaribas e dois macacos prego, todos mortos, 40 quilos de carne de veado, 390 quilos de sal utilizado na salga do pirarucu e do jacaré, além de armas e munições foram apreendidos durante a operação.

O Ipaam informou que o pescado apreendido foi doado às comunidades ribeirinhas da RDS Mamirauá e para a Secretaria Municipal de Assistência Social de Jutaí. Os macacos guariba e prego abatidos foram doados para pesquisas do Grupo de Ecologia de Vertebrados Terrestres do Instituto Mamirauá.

http://g1.globo.com

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.