Mutirão de municípios ataca a pesca predatória no Rio dos Sinos

Entre Taquara e São Leopoldo foram apreendida 12 redes de pesca irregulares no período de reprodução dos peixes.

São Leopoldo – Uma ação integrada de fiscalização da pesca predatória no período da piracema no Rio dos Sinos ocorreu nesta manhã nas regiões do Paranhana e Sinos. Representantes das secretarias municipais do Meio Ambiente dos municípios de São Leopoldo, Campo Bom, Nova Hartz, Novo Hamburgo, Parobé e Sapiranga, além do Pelotão da Patrulha Ambiental da região (Patram), cuja sede é em Sapucaia do Sul, participararam da ação fluvial. Quatro barcos foram utilizados para recolher redes de pescas irregulares, que foram encontradas ao longo dos 60 quilômetros sobre as águas do Rio dos Sinos, de Taquara a São Leopoldo.

O ponto de partida foi no Balneário João Martins Nunes, a Prainha, em Taquara. De São Leopoldo, os fiscais ambientais do Município partiram da Ponte 25 de Julho, encontrado-se com o grupo em Nova Hartz. A atividade foi uma iniciativa da prefeitura de Sapiranga e contou com a parceria das administrações municipais envolvidas na fiscalização. O resultado foi o recolhimento de 12 redes de pescas, totalizando mais de 400 metros de extensão. Também foram encontradas quatro dragas, duas delas irregulares. A ação que começou às 9 horas, em Taquara, terminou por volta das 15h30, em São Leopoldo.

Jornal VS

Noticia boa , dia a dia a fiscalização esta aumentando, o pessoal tem muito serviço pela frente,  mas estão de parabens.  Essa ideia de mutirão poderia ser usada em todos os lugares.

Veja também

Projeto Prorobalo Unesp de Registro capacita guias de pesca

É promovida a prática da pesca amadora responsável Projeto da Unesp de Registro vem promovendo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.