Ministério da Pesca e Aquicultura libera três milhões para demarcação de parques aquícolas na Bahia

A ordem de serviço para estudos e demarcação de parques aquícolas no território baiano foi assinada pelo Ministro da Pesca e Aquicultura, Altemir Gregolin, no último dia 23. A estimativa é que se produza 178 mil toneladas de peixes por ano, gerando cerca de 100 mil empregos.

O acordo foi assinado durante o Fórum de Pesca da Bahia e representa um investimento de mais de R$3 milhões. O empreendimento irá atender 5.960 famílias, gerar 23.840 empregos diretos e quase 100 mil indiretos.

O levantamento também verificará a viabilidade de instalação de tanques-redes para produção de tilápia nas áreas dos reservatórios de Sobradinho, Xingó, Moxotó e Itaparica.

A estimativa dos técnicos do MPA é que se produza 200 toneladas de tilápia /hectare ao ano em cada tanque, um total de 178.800 toneladas no total.

O valor destinado à análise na Bahia representa 13% do total de recursos para estudo no restante do país que é de mais R$ 22 milhões.

Produção

A produção de pescado na Bahia, entre os anos de 2007 e 2009, cresceu de 76 mil para 119 mil toneladas um aumento de 56,5%. O que fez o Estado subir de 5º para 3º no ranking de produtores nacionais de pescado. Especificamente, a pesca passou de 64 mil para 99 mil toneladas, 54,6% a mais que no biênio anterior. Já a aquicultura elevou a sua produção de 11mil para 20 mil toneladas, significando elevação de 81,8%.

MPA

Veja também

Projeto Prorobalo Unesp de Registro capacita guias de pesca

É promovida a prática da pesca amadora responsável Projeto da Unesp de Registro vem promovendo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.