Matrinxã

null

Habitat : São encontradas em águas amazônicas, onde freqüentam rios e lagoas a procura de frutinhas e pequenos peixes, seus principais alimentos. Vivem próximas à estruturas como paus submersos, onde espreitam suas presas.


 

Nome:
Matrinxã
Nome
Cientifico:
Brycon sp
Tipo
da água:
Doce
Tipo
do peixe:
Não Predador
Habitat:
São encontradas em águas amazônicas, onde freqüentam rios e lagoas a procura de frutinhas e pequenos peixes, seus principais alimentos. Vivem próximas à estruturas como paus submersos, onde espreitam suas presas.
Técnica
de pesca:
A Matrinxã pode ser considerada hoje, como um dos peixes mais esportivos das águas interiores brasileiras, pois promove ataques cinematográficos às iscas artificiais, seguidos de fortes corridas e saltos acrobáticos.
A melhor forma de se pescar Matrinxãs é na modalidade de pesca com iscas artificiais, sendo que o equipamento utilizado deve ser de ação média composto por uma vara para linhas de 10 a 20Lbs e carretilha ou molinete com capacidade para 100m de linha de 0,35mm de diâmetro. As melhores iscas são os pequenos plugs de superfície, meia água e spinners.
Procede-se arremessando junto a estruturas submersas ou embaixo de árvores frutíferas, trabalhando os plugs com pequenos toques para provocar o ataque do peixe. Os spinners devem ser recolhidos de forma contínua e com velocidade média.
Dica:
Utilize linhas mais finas para aumentar a esportividade da pescaria. Tome cuidado quando o peixe saltar, pois é nesta hora que as iscas costumam escapar da boca do peixe vindo em direção ao pescador.
Época:
Nas épocas de seca, pois os rios estão mais baixos, deixando as Matrinxãs mais vulneráveis. Nas épocas de cheia, os peixes se infiltram na floresta alagada, onde é impossível de se arremessar.
Tamanho:
30
Isca
natural:
Lambari
Isca
artificial:
pequenos plugs de superfície, meia água e spinners.
Onde
encontrar:
Águas amazônicas, Pesqueiros
Maré:
 

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.