Mato Grosso – Sema foca ação em redes e tarrafas

Em 73 dias de piracema, quando a pesca é proibida, a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) já apreendeu 4,6 toneladas de pescado, 402 redes e 170 tarrafas nas fiscalizações realizadas nos rios e estabelecimentos comerciais de Mato Grosso.

Iniciada no dia cinco de novembro, o período de proibição da pesca no Estado será encerrado em 28 de fevereiro. Durante a piracema do ano passado, a Sema apreendeu 7,1 toneladas de pescado, 340 redes e 176 tarrafas.

Conforme o coordenador de Fiscalização de Pesca da Secretaria, Marcelo Cardoso, a prioridade este ano é coibir a utilização de redes e tarrafas. “Estamos focando na apreensão desses materiais. A retirada de circulação desses produtos representa um ganho muito grande para a sociedade, já que a confecção de uma rede, além de ser muito cara, aproximadamente R$ 1,5 mil, pode demorar pelo menos 15 dias”, explica Cardoso, destacando que esse tempo representa uma redução na quantidade peixes capturados de forma irregular.

De acordo com Cardoso, as maiores apreensões de pescado têm ocorrido em estabelecimentos comerciais. “Nesses locais a gente encontra muito pescado sem a declaração de aquisição”, diz. Segundo ele, este ano a declaração pôde ser feita até o dia sete de novembro. “Toda mercadoria adquirida após essa data está em situação irregular”, explica.

Na sexta-feira, no bairro Jardim Europa, uma das equipes de fiscalizações da Sema apreendeu 115 peças de piraputanga, totalizando 51 quilos de pescado. O comerciante José Cristino da Silva, proprietário da mercadoria, perdeu tudo e foi multado em R$ 1.720.

Fonte = Diário de Cuiabá

Veja também

Projeto Prorobalo Unesp de Registro capacita guias de pesca

É promovida a prática da pesca amadora responsável Projeto da Unesp de Registro vem promovendo …

um comentário

  1. luis s. cangiani

    CARDOSO,realmente esse pessoal não tem/não sabe como cuidar da natureza!um dia eles sentirão isso na PELE!parabens pela reportagem!luis cangiani mongagua s.p.04-05-10 ABRAÇOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.