Mato Grosso sedia o primeiro seminário de turismo tecnológico


Entre os dias quatro e seis de outubro acontece em Campo Verde, município a 131 quilômetros de Cuiabá, o I Seminário Brasileiro de Turismo Tecnológico. A programação inclui discussões como roteiros integrados, o despertar da agricultura para o turismo e o conceito do turismo tecnológico. Os participantes também terão a oportunidade de ver de perto os projetos da fazenda Marabá, grupo Bom Futuro e da Água Puríssima que já desenvolvem o turismo tecnológico.

A prefeitura de Campo Verde mostrará também o sucesso da implantação do projeto que servirá de dica para quem pretende desenvolver atividades neste segmento. Há também roteiros opcionais para que os participantes conheçam os pontos turísticos da região. O secretário de Desenvolvimento do Turismo, Pedro Nadaf, destacou que o turismo tecnológico é um novo segmento que surge em Mato Grosso. “Temos potencial basta concretizar os produtos”, enfatizou


O secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Campo Verde, Edmilson Otake acrescentou que Campo Verde recebeu o título de primeiro destino preparado para receber este público que, apesar de ser mais exigente, deixa pelo menos 20% a mais nos destinos que o turista tradicional. “A nossa expectativa, agora, é ampliar o número de propriedades no roteiro”, disse Otake.

O parque industrial Água Mineral Puríssima é uma das três propriedades do roteiro. Apresenta sistema de captação e engarrafamento de água mineral com alta tecnologia utilizando condutores de aço inox e se abastecendo de insurgência do aqüífero guarani, considerado o maior reservatório de água doce do mundo. A área de produção está aberta para os visitantes que conhecem o sistema de higiene e controle de qualidade. “A empresa mantém uma conduta eficiente de relacionamento trabalhista e oferece uma trilha catalogada dentro de reserva ambiental que leva o visitante ao local da fonte de captação. A visita dura em média meio dia“, explicou a coordenadora de turismo do município, Tatiana Fernandes.

O grupo Bom Futuro também faz parte deste roteiro. Apresenta 41.500 hectares de plantio onde desenvolve culturas de soja, algodão, milho, girassol e feijão. Além disso, também é reconhecida no mercado pelo seu projeto de piscicultura, que confina apenas as matrizes. A propriedade está bem organizada em aglomerados de parque industrial para mostrar aos visitantes os maquinários e meios de produção que o tornaram o Estado um dos maiores produtores de semente em tempo recorde. Nesta propriedade a visita tecnológica é associada com práticas de mergulho de superfície em aquários naturais e pesca esportiva. O tempo da visita varia de acordo com os interesses do visitante e pode ser feita em até dois dias.

Já a fazenda Marabá, tem 30 mil hectares divididos entre o plantio de algodão, soja e a criação de gado confinado. Apresenta sistema organizacional extremamente elaborado atendendo exigências trabalhistas e preservando a integridade da equipe envolvida. Na fazenda Marabá o turista tem a oportunidade de visitar cavernas de arenito, usinas, pomar e trilhas bem elaboradas.

Além de Campo Verde, outros municípios como Rondonópolis (a 212 km da capital), Sinop (500 km de Cuiabá), Água Boa (730 km de Cuiabá), Barra do Garças (509 km de Cuiabá) , Primavera do Leste (231 km de Cuiabá), Lucas do Rio Verde (354 km de Cuiabá) e Sorriso (420 km de Cuiabá) também tem potencial para desenvolver este segmento.

O evento é uma parceria entre o Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), prefeitura de Campo Verde várias outras empresas e entidades.

Mais informações sobre o evento, programação completa e inscrições podem ser feitas no site www.campoverde.mt.gov.br.

ELAINE PERASSOLI
Imprensa/Sedtur-MT

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.