Mais de 150 mil peixes são lançados no Rio Tibagi em programa de repovoamento

O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, participou da soltura de mais de 150 mil peixes juvenis no lago formado pelo Rio Tabocó e às margens da Ponte Caída, no Rio Tibagi, em Sertanópolis, região Norte. As atividades, no domingo, foram coordenadas pela Secretaria da Agricultura e fazem parte do Programa de Reposição do Estoque Peixeiro, que repova os principais rios paranaenses.

O secretário afirmou que com a reposição de peixes muda-se a classe de rios, que são despoluídos. “Ações como essa demonstram a evolução da aquicultura e pesca no Estado. Aqui a Sertanópolis está resolvida, nossa legislação serve de base para todas as demais depois de 2005”, salientou Rasca.

De 2005 até o ano que vem, o governo vai liberar mais de 25 milhões de peixes juvenis para a reposição do estoque pesqueiro, no Paraná. “Estamos recuperando e protegendo nossos rios”, disse o coordenador estadual do programa, Carlos Roberto Moreira .

“São parcerias com grupos de voluntários que garantem a continuidade de bons programas como esse”, destacou Rasca ao agradecer os Rotaries Clubes Parque Barigui, de Curitiba, e de Sertanópolis. O presidente do Rotary Club Parque Barigui, Newton Migliosi, disse que esse programa deve ser adotado em mais regiões. “Temos que seguir bons exemplos, pois herdamos um mundo melhor do que vamos deixar.”

TANQUES-REDES

Logo depois da soltura dos peixes, o secretário e o prefeito de Sertanópolis, Reinaldo Reis, entregaram para o presidente da Associação de Pescadores do município, Clodoaldo Torresan, o primeiro barracão do projeto de Desenvolvimento de peixes nativos em tanques-redes para o povoamento dos rios.

O barracão tem 120 metros quadrados e está equipado com tanques-redes e estrutura de apoio aos pescadores. A unidade tem 480 reservatórios e atenderá 120 famílias de pescadores. Segundo o coordenador estadual do programa, a previsão da produção é de um milhão e meio de peixes nativos.

Serão entregues, no próximo mês, outros três barracões em Santa Mariana, Itambaracá e Alvorada do Sul, no Norte do Estado.

O prefeito de Sertanópolis disse que o incentivo do Governo traz conscientização e geração de renda a um grupo de profissionais que nem reconhecidos eram. “Os pescadores trabalham com a natureza e aumentando sua conscientização, com certeza, aumentará o seu produto”, destacou o prefeito.

Participaram ainda do evento pescadores, membros dos Rotaries parceiros do Programa, o presidente do Rotary Club de Sertanópolis, Jorge Anoroso, o chefe regional do IAP, Roberto Moreira, e a chefe do escritório regional da Secretaria, Angela Carvalho.

Fonte = Agência de Notícias do Estado do Paraná

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

um comentário

  1. eu gostaria que o governo do estado olhase pelo rio tibagi na cidade de tibagi e soltace alevio para repovoar o rio que esta morto com falta de peixe para a populaçaõ pois estaõ contruindo usina   cem a subida para os peixe por favor olhem com carinho naõ para mim que já estou em idade avançada mas para o futuro da nossas crianças que   vaõ tirar proveito disso espero uma reposta sobre isso ok abrigado pela atençao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.