Ibama multa responsáveis por distribuição de carne de peixe-boi no Pará

Secretário admite ter mandado esquartejar e dar a carne do peixe-boi, que teria sido encontrado já morto

A prefeitura e o secretário de Meio Ambiente de Abaetetuba, Raimundo Rodrigues Cardoso, foram multados cada um em R$ 5 mil por distribuir a carne de um peixe-boi à população da cidade, a 101 km de Belém, no nordeste do Pará.

O episódio ocorreu em 2010 e ganhou repercussão após a exibição no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) de um vídeo amador em que o animal aparece sendo esquartejado por um pescador. Desde que a superintendência do Ibama no estado tomou conhecimento da denúncia, iniciou a apuração do crime ambiental, que culminou nas autuações.

Nas imagens divulgadas pelo canal de televisão, o secretário admite ter mandado esquartejar e dar a carne do peixe-boi, que teria sido encontrado já morto na costa do município, apesar da orientação dada por telefone por técnico do Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), para que enterrasse o animal.

O peixe-boi é um mamífero ameaçado de extinção que tem a caça e o consumo proibidos pela legislação ambiental. “Ao distribuir a carne do peixe-boi, a prefeitura e seu representante estimularam o consumo de um animal protegido e colocaram em risco a saúde da população uma vez que ele poderia estar contaminado”, acrescenta o chefe da Divisão de Fauna do Ibama no Pará, Leandro Aranha. Os autuados têm 20 dias para recorrer.
Ascom/Ibama/PA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.