Ibama devolve à natureza mais 24 arraias leopoldi apreendidas no Pará

Encontraram os animais nos tanques de uma exportadora de peixes ornamentais amazônicos, instalada às margens do Rio Xingu

O Ibama devolveu ao rio Xingu na manhã de hoje mais 24 arraias leopoldi (Potamotrygon leopoldi) apreendidas durante a operação Guardiões da Amazônia – Goianos IV, que acontece desde 21 de outubro em São Félix do Xingu, no sul do Pará. Na sexta (05/11), os fiscais encontraram os animais nos tanques de uma exportadora de peixes ornamentais amazônicos, instalada às margens do rio, um dos mais preservados do país. A empresa possuía licença ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) para negociar 192 arraias por ano, mas não conseguiu comprovar a origem dos animais capturados, como exige a lei ambiental. Acabou multado em R$ 10,4 mil reais, além de perder os peixes ornamentais.

As arraias leopoldi, muito procuradas por aquariofilistas pela beleza de seus desenhos, foram vendidas irregularmente à firma de exportação por cerca de R$250 reais a unidade pelos pescadores locais. Depois de despachadas de São Félix para Belém, elas seriam enviadas à Europa. No exterior, seriam negociadas por US$ 3 mil cada. Na quarta (03/11), o Ibama já havia apreendido 27 arraias, juntamente com 980 acaris, que também foram devolvidos à natureza.

Ascom / Ibama/PA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.