Futuras pesquisas em aquicultura devem focar sistemas de produção

Pesquisas poderiam ser divididas em reprodução, alevinagem e larvicultura, cria e engorda, terminação e processamento

O chefe de Pesquisa e  Desenvolvimento da Embrapa Pesca e Aquicultura, Ariovaldo Luchiari Junior, disse nesta quarta-feira, 2 de março, em Corumbá (MS), que a continuidade do projeto Aquabrasil deve focar as pesquisas em sistemas de produção. Essa foi a fórmula que ele utilizou para montar o centro de pesquisa instalado em Palmas (TO).

Segundo Luchiari, as pesquisas poderiam ser divididas em reprodução, alevinagem e larvicultura, cria e engorda, terminação e processamento. Outras possibilidades seriam ainda a prospecção de conservação da biodiversidade, zoneamento e ordenamento das produção aquícola e socioeconomia. Esta é a estrutura montada na Embrapa Pesca e Aquicultura.

Luchiari disse que o projeto Aquabrasil foi um marco na programação de pesquisas da Embrapa porque juntou todas as pesquisas e competências, o que vai facilitar bastante a atuação da nova Unidade da Embrapa.

Segundo ele, a Embrapa Pesca e Aquicultura não foi concebida como parte dos resultados do projeto, mas sim a partir do amadurecimento do tema dentro da própria Embrapa. “Outros países também têm seus ministérios da pesca e criaram instituições de pesquisas semelhantes”, afirmou.

Um dos destaques da Unidade do Tocantins é a motivação da equipe recém-criada. “São pesquisadores novos. Estamos transmitindo tudo o que sabemos e fortalecendo o espírito de equipe. Estimulamos o diálogo com reuniões freqüentes, o que favorece o clima organizacional”, disse.

Segundo Luchiari, o debate científico é essencial para o fortalecimento da Unidade. “Todos sentem que estão construindo ideias e se comprometem com elas”, finalizou.

Além de Luchiari, cerca de 40 pesquisadores em aqüicultura participaram do workshop de avaliação do projeto Aquabrasil, nos dias 1º e 2 de março, no auditório da Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Ana Maio
Jornalista – Mtb 21.928
Área de Comunicação e Negócios-ACN
Embrapa Pantanal
Corumbá (MS)

Veja também

Amazonas – 3,5 mil filhotes de quelônios são soltos na natureza

O projeto Pé-de-Pincha, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), realiza o manejo comunitário de quelônios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.