Francisco Beltrão como pólo da piscicultura no Sudoeste

Queremos convencer o pequeno produtor que aquele açude que ele tem na sua propriedade pode ser uma fonte de renda

O Ministério da Pesca fará investimentos em Francisco Beltrão. A base avançada do Ibama, localizada no bairro Pinheirinho, será repassada ao órgão do governo federal que fomenta a produção de pescados, e o local será transformado num pólo de desenvolvimento da piscicultura no Sudoeste do Paraná. “Naquela local existem mais de 10 viveiros que no passado já foram utilizados para experiências na área de piscicultura. Então nós só teremos que reestruturar a base para a produção de pescado”, lembrou o superintendente do Ministério no Paraná, José Wigineski, que no fim dos anos 80 foi candidato a prefeito pelo PT, em Francisco Beltrão.

Segundo Wigineski a intenção é motivar os agricultores a investirem na piscicultura. “Queremos convencer o pequeno produtor que aquele açude que ele tem na sua propriedade pode ser uma fonte de renda, e hoje o pescado está com uma boa lucratividade”, disse.

Talvez o trabalho de motivar os agricultores seja a parte mais fácil dentro do objetivo de tornar Francisco Beltrão um pólo na piscicultura. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Agricultura, já existem no município 150 produtores de pescados. Outro ponto que pode ser crucial no fortalecimento da produção no município é o fato de esses produtores estarem organizados através da Associação Beltronense de Piscicultores. “São produtores que já trabalham comercialmente, inclusive com ótimos resultados”, enfatizou a secretária de Agricultura, Denise Chiapetti Adamchuk.

Todos estes fatores contribuem para que o Paraná seja um dos principais estados na produção de pescados. Entre os anos de 2007 e 2009 o estado teve aumento de 85% na produção, índice que poderá aumentar com o fortalecimento na região Sudoeste. “Nenhum estado brasileiro teve esse desenvolvimento tão grande”, elogiou.

http://www.aquisudoeste.com.br

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

um comentário

  1.  Boa tarde. Me chamo Andrea Kinkowski, sou estudante da Universidade Federal do Paraná e estou estudando o peixe-cascudo para um projeto. Já fui em várias bibliotecas, algumas da propria instituição educacional, e não encontrei informações conclusivas. Como vocês entendem bastante do assunto gostaria de saber se conhecem algum local aqui no Paraná que estude este peixe e suas funções. 
    Muito obrigada.Andrea Kinkowski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.