Encontrado em Valência uma espécie de peixe que viveu há 10 milhões de anos

Investigadores encontraram num “paleo-lago”, localizado numa região valenciana de Bicorp, uma espécie de peixe que viveu nesse meio há dez milhões de anos atrás.

Esta investigação foi realizada por Enrique Peñalver, um especialista em insetos fósseis do Instituto Geológico e Mineiro de Espanha (IGME) e por Gaudant Jean, especialista em peixes fósseis do Museu de Nacional de História Natural de Paris. Os resultados desta investigação, que foram publicados na revista «Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology», revelam que as águas deste meio eram salinas.

Os investigadores conseguiram estabelecer com sucesso a cadeia trófica do lago e concluíram que o predador que vivia nestas águas era uma nova espécie de peixe, que foi batizada de “Aphanius bicorbensis “, como forma de tributo ao povo de Bicorp. O nome do gênero Aphanius significa invisível, dada a dificuldade de localizar este peixe nas zonas úmidas em que se desenvolve, portanto, a nova espécie pode ser conhecida como o “invisível Bicorp”.

O estudo do conteúdo das fezes destes peixes, que também foram fossilizados na rocha, permitiu aos investigadores saberem a alimentação deste predador, que era essencialmente composta por foraminíferos e larvas de mosquito, que eram especialmente abundantes no lago.

Atualmente, a espécie presente na Comunidade Valenciana deste gênero é o “Aphanius iberus”, “um endemismo ibérico encontrado nas listas nacionais e internacionais de espécies ameaçadas e representa um dos vertebrados ibéricos próximo da extinção”, apontou Peñalver. Ele afirmou que a nova espécie fóssil não é um ancestral direto do “Aphanius iberus”, mas que ambas espécies partilham um ancestral comum.

Peñalver sublinhou que “esta investigação representa o primeiro estudo deste tipo realizado num paleolago salino e que os fósseis desta nova espécie, que rondam os 2 a 2,5 cm, foram depositados no Museu de Geologia, no departamento de geologia da Universidade de Valência.”

Fonte: http://www.elmundo.es

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.