Delegada pede doação de rede de pesca para conter peixes mortos no Rio dos Sinos

No verão, o risco de ocorrências como essa é maior, pois o volume de água baixa com a seca e, quando chove, o esgoto é carregado para o rio

A delegada de Proteção ao Meio Ambiente, Elisangela Melo Reghelin, pede empréstimo ou doação de rede de pesca para contabilizar a mortandade de peixes no Rio dos Sinos, registrada ontem.

De acordo com a delegada, as boias emprestadas pela Brigada Militar — as mesmas que são usadas para conter o avanço de vazamentos de óleo, por exemplo — foram rompidas pela forte correnteza do rio.

A rede precisa ter 40 metros de largura, mas não precisa ter profundidade, pois a contenção é feita na superfície. Brigada Militar, Ministério Público, Polícia Civil e equipes de perícia montaram uma base à margem do Rio dos Sinos, na localidade de Prainha, em Novo Hamburgo, para monitorar a situação do rio.

— No verão, o risco de ocorrências como essa é maior, pois o volume de água baixa com a seca e, quando chove, o esgoto é carregado para o rio — diz a delegada.

Interessados em fazer a doação ou o empréstimo da rede, podem entrar em contato pelo telefone (51) 8152-8752 ou ir até a sede do Instituto Martin Pescador, na Rua da Praia, 187, bairro Rio dos Sinos, em São Leopoldo.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.