Trinta e cinco quilos de pescado irregular são doados em Minas Gerais

Pescadores teriam usado uma técnica proibida, conhecida como “arrastão”, que só pode ser utilizada por pescadores profissionais

Trinta e cinco quilos de tilápias pescadas de forma irregular foram doados, nesta quinta-feira (17), para uma instituição de caridade de Uberaba, no Triângulo Mineiro. De acordo com a Polícia Militar do Meio Ambiente, o pescado foi apreendido na noite desta quarta-feira (16) no porta-malas de um carro.

Segundo a polícia, dois homens foram detidos suspeitos de pescar os animais de forma irregular. Além da quantidade de peixes exceder o limite permitido para pesca no período da piracema, eles teriam usado uma técnica proibida, conhecida como “arrastão”, que só pode ser utilizada por pescadores profissionais. De acordo com os militares, o crime prevê uma multa.

Os suspeitos foram entregues à Polícia Civil de Uberaba, no Triângulo Mineiro. A partir de março o período da piracema termina, segundo os militares.

http://g1.globo.com

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.