Tamar realiza Curso de Atendimento a Tartarugas Marinhas no Ceará

Projeto Tamar IbamaFortaleza – Foi realizado em Fortaleza, nos dias 30/09 e 01/10, o Curso Básico de Atendimento de Tartarugas Marinhas da Regional Ceará. A proposta é resgatar a parceria que já existia entre o Projeto Tamar e o Ibama antes deste passar para o Instituto Chico Mendes – ICMBio. Participaram da capacitação profissionais que trabalham em zoológicos, no Centro de triagem de animais silvestres do Ibama , no Núcleo de fauna do Ibama e na Universidade Federal do Ceara.

Ministrado em duas partes, o curso contou com a presença da medica veterinária da base do Tamar de Almofala, Dra. Carolina Jorge e com o coordenador regional do Projeto Eduardo Lima. Os participantes foram treinados para a ocorrência de tartarugas encalhadas no litoral, coleta de dados, como lidar com animais mortos, como transportar as tartarugas, principais doenças que as acometem, alimentação para tartarugas debilitadas, enfim todo o processo desde que acham uma tartaruga até leva-la ao projeto Tamar para sua recuperação e destinação final que na maioria das vezes é o retorno ao mar.

Na parte técnica, com a veterinária, tiveram uma aula de necropsia onde Tartaruga Marinha - Projeto Tamarpuderam abrir uma tartaruga marinha, localizar os órgãos e possíveis alterações, identificar o sexo e a possível causa da morte do animal.

O Curso também promoveu a divulgação da campanha” Nem tudo que cai na rede é peixe!” que esclarece pescadores e pede sua colaboração para ajudar a salvar e denunciar a captura e comercialização de tartarugas marinhas.

Todos devem formar uma importante “Rede de informação de encalhes de tartarugas marinhas” que significa capacitar o maior número de pessoas para saber como proceder em caso de encalhe de tartarugas marinhas como por exemplo, na Praia do Futuro onde foram contatados todas as principais barracas sobre a forma de proceder em casos de encalhe, desova e eclosão desses animais.

Mariangela Bampi -Ibama Ascom CE
foto: Eduardo Lima

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

um comentário

  1. Olá, meu nome é juliana e eu gostaria de saber como faço uma denuncia para o ibama, pois recentemente fui a passeio para Camburi-Ubatuba SP, e fiquei muito triste ao ver uns pescadores locais tirando muitas tartarugas do mar, perguntei a eles se sabiam que era crime ambiental, eles disseram que sabiam sim, e que só estavam retirando do mar porque estavam doente…pura mentira é óbvio…haviam algumas até com identificação! Fiquei muito triste porque Camburi é um lugar lindo, e muito isolado, essa pesca deve acorrer com frequência, tanto eles sabem que é errado, que realizam essa pesca ás 6hs da manhã, infelizmente os próprios moradores estão acabando com o lugar e com os animais…estou tentando fazer essa debúncia há dias, não imaginava que era tão dfícil denunciar um crime ambiental, em todos os números que eu ligo, eles pedem para ligar em outro número, um joga pro outro, pela internet não consigo! Gostaria que me ajudassem a fazer essa denuncia!

    Desde já agradecida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.