Sergipe – Pescadores de camarão voltam às atividades

Após ficarem 45 dias sem poder pescar camarão, os pescadores do estado irão retornar às atividades na manhã deste sábado, 16. O período de defeso termina à meia-noite desta sexta, 15, e só retornará no dia 1º de abril de 2010.

Apesar dos preparativos para a pesca já estarem prontos, os pescadores reclamam que nessa época do ano a quantidade de camarão é pouca. “No verão, nós não conseguimos pescar mais do que 1,5 tonelada. No inverno as coisas são bem melhores, em dias bons chegamos a pescar três toneladas”, conta o pescador Reginaldo Santos.

Os riscos da profissão também costumam preocupar os pescadores. “A entrada da Barra dos Coqueiros é um dos pontos mais perigosos, por causa das ondas altas”, diz Reginaldo, que passa 15 dias em alto-mar.

Embarcações grandes como a utilizada por Reginaldo costumam consumir 10 toneladas de gelo e 2.500 litros de óleo. Os barcos menores ficam sete dias em alto mar e consomem mil litros de óleo e três toneladas de gelo.

Seguro-defeso

Os pescadores afirmaram que ainda não receberam o seguro-defeso. “Na época em que a pesca fica proibida, nós precisamos desse dinheiro para sobreviver e pagar as contas. O problema é que até agora a Colônia de Pescadores não nos deu o dinheiro”, relata o pescador Francisco Lopes, que fez a inscrição em dezembro.

Ele disse ainda que muitos comerciantes estão se aproveitando para receber o benefício. “O seguro é só para os pescadores e não para as pessoas que vendem camarão. Em vez de pedir a carteira de trabalho na hora de fazer a inscrição, a Colônia precisa cobrar a carteira de pescador”, sugere.

Por Infonet

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.