Saúde e Pesca se unem para estimular o consumo do pescado

Para o secretário Regis Cavalcante a parceria com a área da Saúde só vem fortalecer o segmento da pesca e aquicultura


Para dar continuidade às ações que estimulam o consumo do pescado, o secretário de Estado da Pesca e Aquicultura, Regis Cavalcante se reuniu com a superintendente de vigilância à saúde da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Sandra Canuto. O destaque da reunião foi o planejamento em integrar as secretárias para combater a causa das doenças crônicas não transmissíveis, que na maioria dos casos é a ausência de alimentação saudável.


Com a campanha do Ministério da Saúde em parceria com outros ministérios, inclusive o da Pesca e Aquicultura, para reverter ou pelo menos minimizar as doenças crônicas não transmissíveis, muitas vezes, ligadas à obesidade e sobrepeso – que vem acometendo em torno de 50% da população infanto-juvenil – atividades de conscientização e estímulo ao consumo de alimentos saudáveis, como o pescado, segundo a superintendente, é de extrema importância.


“O encontro foi o início de uma parceria. Com o grande potencial hídrico de Alagoas, precisamos incluir o pescado, cada vez mais na mesa dos alagoanos. Hoje, das mortes por doença, no nosso Estado, 70% são causadas pelas crônicas não transmissíveis, como a diabetes, o câncer e no início dessa lista estão as enfermidades do sistema circulatório. A maioria causada pela falta de alimentação saudável, rica em gorduras, açúcares e sódio,” explicou.


A ação inicial definida na reunião é a parceria da Sesau, por meio da instalação de estandes informativos, integrados aos da Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura (Sepaq) nos próximos grandes eventos do segmento. Tratam-se da Expoagro 2012 – que vai acontecer no final de outubro – e o Seminário Internacional de Aquicultura. Este último será no início de novembro, no Centro Cultural e de Exposições, Ruth Cardoso, em Maceió.


Para o secretário Regis Cavalcante a parceria com a área da Saúde só vem fortalecer o segmento da pesca e aquicultura.


“Estamos muito felizes com essa integração. Um local privilegiado como o nosso, com tantos rios, mares, barragens, açudes, precisa que a população se alimente mais de peixe. Hoje consumimos nove quilos de pescado per capita, por ano, quando na verdade, a Organização Mundial de Saúde preconiza que o ideal seria pelo menos 13 quilos. Por isso é preciso fazer um trabalho educativo, essa parceria vai alinhar que para evitar doenças é necessário consumir alimentos saudáveis. E o peixe é um deles”,


Além da campanha educativa nos eventos, a Sesau vai se unir ao Ministério da Pesca e a Sepaq para a divulgação nacional da 9ª Semana do Peixe, que terá início no próximo dia três de setembro, com o slogan “Pescado: dá água na boca e faz bem pra saúde”. A campanha, na televisão e na internet, terá a participação de Thiago Pereira, medalhista olímpico.


Já o planejamento a médio e longo prazos tem o objetivo de incluir a Secretaria de Estado da Educação para ensinar as boas práticas da aquicultura e a inclusão frequente do pescado na merenda escolar.


MPA

Veja também

Projeto Prorobalo Unesp de Registro capacita guias de pesca

É promovida a prática da pesca amadora responsável Projeto da Unesp de Registro vem promovendo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.