Rio Grande conta com nova lancha para fiscalização

Rio Grande passará a contar com uma moderna embarcação que será utilizada na fiscalização da pesca predatória na região. A lancha foi adquirida pelo Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), sendo desembarcada no final da manhã da última quarta-feira no cais do Porto Novo, quando então foi levada para o Yacht Club do Rio Grande. Esta é a primeira vez que o Estado contará com este tipo de embarcação.

Na próxima sexta-feira, às 15h, na Capitania dos Portos, o representante da empresa Intec – vencedora do edital de licitação que consistiu na compra de cinco lanchas do mesmo modelo por parte do MPA – entregará oficialmente a embarcação para o secretário-executivo do ministério, Dirceu Lopes.

O secretário explica que se trata de uma ação de governo na busca de soluções quanto aos problemas de abuso de frotas não-autorizadas à pesca de determinadas espécies. “A disponibilização desta embarcação é uma consequência à determinação de lei que prevê que o MPA seja órgão corresponsável pela fiscalização do estuário nesta região. Através da permanência da lancha no Município, será possível viabilizar ações com maior assiduidade e planejamento, através de um trabalho organizado a ser desenvolvido por diversos órgãos controladores, entre eles os ligados ao meio ambiente”, declara Dirceu Lopes.

Ele ressalta que a lancha atracada em Rio Grande seria encaminhada ao Maranhão. No entanto, ela foi trazida à região devido à necessidade de uma embarcação deste porte no Município, a fim de controlar de forma mais efetiva a pesca predatória. Lopes afirma que até o final de 2010 o Ministério deverá adquirir um total de 27 lanchas que serão distribuídas entre todas as regiões do país.

A licitação foi realizada em dezembro do ano passado, e o contrato entre a Intec e o MPA ocorreu em janeiro deste ano.
Além do Rio Grande, Florianópolis, Fortaleza, Belém e o Maranhão também serão contempladas com este tipo de embarcação.

A lancha
A lancha tem 12 metros e pode ser utilizada na fiscalização da pesca em alto-mar. Foi projetada após longo período de pesquisa, no qual foram observados requisitos de alto grau de qualificação técnica e de complexidade requeridos para uma embarcação destinada à fiscalização da pesca. O modelo está equipando a frota de várias instituições para fiscalização da pesca em todas as regiões costeiras do país. A lancha foi montada com os mais avançados materiais e aplicação de tecnologia de ponta, como o processo de infusão a vácuo, que eleva a resistência e durabilidade da embarcação. Sua operação é feita com total segurança e excelente desempenho em condições extremas de navegação.

A lancha tem longa vida útil e baixo custo de manutenção, e o desenho do casco é diferenciado proporcionando navegação seca e macia. Equipada com motores Volvo Penta de 370 hps eletrônicos, a embarcação apresenta alto rendimento, potência e resistência. Além de radar, sonda, GPS, AIS, rádios VHF SSb e salvatagem. Em mar aberto, a embarcação tem autonomia de até 350 milhas náuticas a uma velocidade de cruzeiro de 26 nós.

A versão acomoda com bastante conforto até quatro passageiros para pernoite. E dispõe de quatro beliches, armários de proa espaçosos, banheiro com ducha, cozinha completa. O espaço interno foi pensado prevendo a circulação livre dos passageiros.

Fonte: Jornal Agora

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.