Produção de pescado em Minas Gerais pode crescer seis vezes mais

Em audiência nesta quinta (10), ministra Ideli levará o pedido ao governador Anastasia, para liberação do licenciamento ambiental que é de competência do estado

Em continuidade à agenda com os governadores de todo país, a ministra da pesca e aquicultura conversa nesta quinta (10), às 9h, no Palácio Tiradentes, com o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia. Esse é o quinto Estado que Ideli Salvatti visita para tratar de duas questões principais com as autoridades estaduais: a liberação das licenças ambientais para produção de pescado em cativeiro, chamado aquicultura, e a criação ou ampliação de mais estrutura nos governos, a exemplo da criação de um ministério em nível federal.

No estado mineiro, além do pedido de agilidade na liberação do licenciamento ambiental para aquicultura em todo estado, a ministra tratará especificamente dos 20 parques aquícolas (grandes áreas divididas em lotes para produção dos peixes e crustáceos) que estão sendo implantados nas usinas de Furnas e Três Marias, alguns já em funcionamento mesmo sem a legalização das áreas. Mais de 258 famílias serão beneficiadas com o projeto nessas hidrelétricas, aumentando a produção estadual seis vezes mais dos que as atuais 10 mil toneladas/ano.

A competência sobre a legislação ambiental para essa produção é dos governos estaduais, por isso a ministra da pesca e aquicultura, Ideli Salvatti, tem visitado governadores de diversos estados para pedir apoio e mais atenção ao setor.

A ministra chegou ao estado hoje (9/2), onde também se reuniu com o presidente do CONSEA – Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional de MG, para discutir projetos de combate à fome e à miséria que integra a política federal da presidenta Dilma Rousseff.

A agenda mais aguardada pelo setor, no entanto, será à tarde, na Superintendência Federal do Ministério em MG, quando a ministra ouvirá o setor, pescadores e aquicultores, colônias, federações, associações, sindicatos, pesquisadores, prefeitos e lideranças estaduais.

MPA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.