Prefeitura de São José do Rio Pardo e AES/Tietê irão soltar 30 mil alevinos na próxima sexta

Este será o terceiro ano consecutivo do projeto Rio Pardo Vivo que a Prefeitura realiza

Como parte das comemorações dos 146 anos do município de São José do Rio Pardo, a Prefeitura em parceria com a AES/Tietê promoverá a soltura de 30 mil alevinos, da espécie Pacu-guaçu, nas águas do rio Pardo. O evento acontecerá na sexta-feira, 18, a partir das 10h, na Área de Lazer “Mário Roberston de Sylos”. Estarão participando das atividades alunos das escolas municipais, estaduais e particulares. Também está previsto a soltura de outros 30 mil na Usina Graminha, em Caconde, e 25 mil na Usina Limoeiro.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Felipe Quessada, este será o terceiro ano consecutivo do projeto “Rio Pardo Vivo que a Prefeitura realiza. “Em 2009 foram soltos 30 mil alevinos, no ano passado 76 mil, sendo 25 mil curimbas na represa do Limoeiro, 50 mil na represa Euclides da Cunha e mais mil dourados, na área de Lazer de Lazer”.

Para o prefeito João Luís Cunha, a meta é fazer com que o rio Pardo volte a ser piscoso. “Sabemos que as três barragens construídas em um pequeno trecho do nosso rio colaboraram para que houvesse uma significativa diminuição de peixes, a pesca predatória que por muitos anos foi largamente utilizada também contribui para que isso acontecesse. Por isso, decidimos desde o início do mandato, ter o rio Pardo como uma de nossas prioridades. Esse trabalho de repovoamento será complementado, de maneira importantíssima, com o tratamento total do esgoto da cidade”, disse ele.

De acordo com Felipe Quessada, o objetivo maior é realizar um trabalho de conscientização junto à população, além da mobilização para o combate à pesca predatória com redes e tarrafas. “Nosso intuito é revitalizar o rio Pardo para que ele possa voltar a ser como antes, cheio de peixes”, finalizou o secretário.

Prefeitura de São José do Rio Pardo

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.