PMA de Bataguassu flagra pescadores em pesca predatória

Policiais Militares Ambientais de Bataguassu que trabalham na operação Dia de Finados, em início de fiscalização ontem ao fim da tarde, no rio Pardo e Anhaduí autuaram cinco pescadores por pesca predatória. A informação consta em Nota encaminhada a reportagem do Perfil News. Foram autuados: Valdino Rodrigues dos Santos, Airton Medeiros Pacheco, Fernando Nunes dos Santos e Mario Medeiros, residentes em Deodápolis.

Todos pescavam no rio Anhanduí, no município de Nova Andradina, com utilização de petrechos proibidos (anzóis de galho). Com eles foram apreendidos 30 anzóis de galho e 15 kg de pescado. Cada autuado foi multado em R$ 1.100,00.

Ainda de acordo com a Nota, a mesma equipe autuou já no rio Pardo, no município de Bataguassu ANTÔNIO ALVES DA SILVA, de 52 anos, residente em Bataguassu. Ele praticava pesca com redes e tarrafas, anzóis de galho (todos petrechos proibidos). Com o autuado foram apreendidos uma rede de pesca, uma tarrafa, 32 anzóis de galho e cinco quilos de pescado que ele havia capturado com as redes e a tarrafa, além de um motor de popa e um barco. Antônio foi multado em R$ 800,00.

Todos os pescadores responderão pelo crime ambiental de pesca predatória e, se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção. Os policiais ainda retiraram dos rios quatro redes de pesca, dois espinhéis e 80 anzóis de galho. Os proprietários dos petrechos não foram localizados.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.