PMA apreende anzóis e percebe nova estratégia de pesca predatória

Retirada destes petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura

Policiais Militares Ambientais de São Gabriel do Oeste realizaram fiscalização no rio Coxim, no trecho entre Camapuã e São Gabriel, de ontem para hoje e recolheram 132 anzóis de galho (petrecho proibido).

Alguns anzóis estavam armados com um instrumento inusitado. Havia um sino na linha do anzol, de forma a fazer barulho, quando o peixe estivesse fisgado.

Os policiais não localizaram os proprietários dos anzóis, mas perceberam uma nova estratégia dos pescadores, que armam os anzóis de galho e redes e pesca e vão depois só conferi-los, ficando difícil a captura destes elementos, especialmente, porque normalmente são pessoas que residem nas proximidades do rio.

Nesta piracema esta estratégia tem sido constante, diferentemente de piracemas passadas, em que não se encontravam tantos petrechos armados.A PMA ainda recolheu também um molinete à margem do rio, provavelmente deixado por alguém que pescava e fugiu ao perceber o barulho do motor do barco dos policiais.

A manutenção da fiscalização e retirada destes petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura e ocasionamento de mortes dos peixes. Nas fiscalizações preventivas a PMA tem recolhido muitas redes de pesca e anzóis de galho armados nos rios, apesar de não encontrar os
pescadores.

http://douradosnews.com.br

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

um comentário

  1. a pma tem ke deçer aborraxa no lombo dese mlacos sem dor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.