Pescadores têm aula de ensino à distância nos Telecentros Maré

Ministro da Pesca e Aquicultura dará aula inaugural nesta terça-feira (14) no IFPR

Pescadores de 50 comunidades de todo o país passam a partir desta terça-feira a ter cursos de pesca e aquicultura pela internet. O ministro da Pesca e Aquicultura, Altemir Gregolin, dará a aula inaugural dos cursos de Técnico em Pesca e Técnico em Aquicultura do Núcleo de Educação à distância, Instituto Federal do Paraná (IFPR) com objetivo de oportunizar a formação geral e técnica em pesca e aquicultura, ampliando a qualificação de jovens e adultos.

Esse programa foi desenvolvido em parceria entre o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) com o Ministério da Educação (MEC) e o evento acontecerá na próxima terça-feira 14 de setembro, a partir das 9h, no Núcleo de Educação a Distância do Instituto Federal do Paraná, em Curitiba. O curso será transmitido, ao vivo, para 50 “Telecentros da Pesca Maré” por todo o país.

Esses Telecentros foram preparados com equipamentos necessários para a recepção das aulas via satélite e escolhidos levando em conta critérios quantitativos e qualitativos, tais como: estrutura física do Telecentros, Registro Geral de Pesca (RGP) do Município, número de escolas nas proximidades, grau de escolaridade da população, entre outras.

Essa proposta pioneira de elevação de conhecimento através de Cursos Técnicos em Pesca e Aquicultura terá duração de dois anos, com 1000 vagas distribuídas para o Técnico em Pesca e 1000 vagas para Técnico em Aquicultura divididos em 26 estados por todo o Brasil, e o Paraná será o estado pelo qual irá sediar essa iniciativa que irá beneficiar pescadores, aquicultores e seus familiares.

O curso possibilita que o aluno, ao concluí-lo, esteja capacitado para atuar desenvolvendo as competências profissionais gerais do Técnico em Pesca e Técnico em Aquicultura do eixo tecnológico de Recursos Naturais, determinadas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico, que são as seguintes:

TÉCNICO EM PESCA:

•Auxiliar no planejamento e na execução de atividades relacionadas à pesca extrativa.
•Auxiliar nas operações de embarque e desembarque.
•Auxiliar na condução da embarcação à áreas de pesca, utilizando procedimentos de armação.
•Auxiliar na construção e manutenção de apetrechos de pesca (como redes de pesca, iscas, armadilhas, anzóis).
•Realizar procedimentos de beneficiamento do pescado nas embarcações.
•Operar equipamentos como radares, bússolas, GPS, barômetros.

TÉCNICO EM AQUICULTURA:

•Atua no cultivo de peixes, camarões, ostras, mexilhões, rãs e algas.
•Colabora na execução e no manejo dos ambientes de cultivo, envolvendo aspectos relativos à reprodução, larvicultura e engorda de espécies aquáticas.
•Prepara tanques e viveiros para o cultivo, realizando o controle da qualidade de água e do solo.
•Realiza a preparação, oferta e ajuste da alimentação das espécies cultivadas, acompanhando seu desenvolvimento e sanidade.
•Beneficia o pescado, desenvolvendo produtos e subprodutos.

MPA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.