Pesca retirou mais de 158 toneladas de pescado dos rios

A temporada de pesca, que termina hoje, 04 de novembro, retirou quase 160 toneladas de pescado dos rios da região do Pantanal de Corumbá e Ladário. Regularmente, saíram do estoque pesqueiro mais de 157 mil quilos de peixes. Acrescentada a quantidade apreendida até 31 de outubro, o estoque pesqueiro foi reduzido em 158,7 toneladas este ano. Os números integram uma estatística informada pela 2ª Companhia da Polícia Militar Ambiental (PMA). O balanço pode apresentar alterações nos próximos dias.

Durante os oito meses em que a pesca ficou aberta na bacia do rio Paraguai, pescadores profissionais e amadores retiraram 157.309 quilos de peixes, regularmente vistoriados pela PMA local. A pesca amadora foi responsável pela maior quantidade: 93.792 quilos de pescado. Por sua vez, a pesca profissional retirou 63.517 quilos dos rios pantaneiros. A PMA corumbaense ainda apreendeu 1.407 quilos de pescado capturados irregularmente.

Os números divulgados ao Diário mostram que houve redução geral de quase 11% no volume de retirada de pescado em comparação com a temporada passada. Em 2009 foram retirados 176.014 quilos de pescado proveniente das pescas amadora e profissional. Ainda houve apreensão de 1.036 quilos de peixes, de origens diversas – como estoque irregular, por exemplo.

“Nossa avaliação é que a comunidade está mais consciente. Os próprios pescadores profissionais têm nos ajudado. Temos também, trabalhado com muitas fontes de informação. A própria comunidade nos auxilia bastante, mas trabalhamos com serviço de inteligência para levantamentos de locais e de possíveis infratores. Tivemos um bom número de pessoas multadas; presas, inclusive com apreensão de armas”, declarou o comandante da PMA corumbaense, major Waldir Ribeiro Acosta.

Houve ainda a apreensão de 306 metros de rede de pesca; cinco molinetes; seis tarrafas; três canoas de madeira; uma chalana de madeira; um barco de alumínio; uma lancha pesqueira e um motor de 25hp. Para a delegacia, foram encaminhadas 53 pessoas.

770 mil reais em multas

Além da ação de fiscalização para preservação do estoque pesqueiro, ao longo de todo o ano a 2ª Companhia da Polícia Militar Ambiental realizou diversas ações que tinham como objetivo a proteção ao meio ambiente do Pantanal de Corumbá.

Durante todo o ano – 1º de janeiro a 31 de outubro – foram apreendidos ainda 201 quilos de carne de animais silvestres (entre porco monteiro; jacaré e veado); quatro unidades de peles de veado. Também foram contabilizadas apreensões de 262 munições dos mais variados calibres; 22 armas de fogo, sendo 12 de cano longo e 10 revólveres.

Os policiais ambientais ainda apreenderam 44 metros cúbicos de madeira. Inclui nessa lista espécies de piúva; carandá; aroeira; angico; cambará; além de lenhas diversas. Também houve a apreensão de um quilo de maconha. Até o final de outubro foram aplicados R$ 771.550 em multas pela 2ª Companhia da PMA.

Diarionline/LH

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.