Pesca esportiva, opção de lazer e turismo


AMAZÔNIA – Convertida nos últimos tempos num dos chamarizes para o turismo, a pesca sempre foi uma das principais atividades econômicas da população amazônica e seu alimento básico.

Existem várias espécies de peixes nos inúmeros rios da região, entre os quais o tucunaré, o dourado amazônico e a pescada. A piranha, peixe carnívoro com o qual se faz um caldo muito apreciado por pescadores, habita quase todos os rios da Amazônia.

O pirarucu, um dos maiores peixes de água doce do mundo, é encontrado em abundância. O peixe-boi, uma das espécies mais exóticas da Amazônia, está em risco de extinção por ser presa fácil de predadores.


Bacia Amazônica

A bacia Amazônica, onde se concentram dez dos 20 maiores rios do mundo, estende-se pela América do Sul por mais de 6 milhões de km2 e representa um quinto de toda a reserva de água doce do planeta. A parte brasileira da bacia equivale à área de 15 países da Europa. Seus rios, condicionados ao regime das chuvas, se constituem praticamente nas únicas vias de transporte local. Há mais de 20 mil quilômetros de vias fluviais navegáveis.
O rio Amazonas, calha-mestra dos rios da região, é o mais extenso do planeta e o primeiro em volume de água (100 mil m3). Nasce no Peru, com o nome de Vilcanota, chama-se Solimões quando entra no Brasil e, ao se confluir com o rio Negro, nas proximidades de Manaus, recebe o nome de Amazonas. Em alguns trechos, tem largura de 10 quilômetros e profundidade de 100 metros.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.