Paulo Afonso sedia 1º Intercâmbio Tecnológico da Piscicultura

Pescadores, piscicultores, aquicultores, empresários e gestores públicos dos territórios baianos da Bacia do Rio Grande e de Itaparica estarão reunidos, entre os dias 12 e 14 de março, em Paulo Afonso, para a realização do 1º Intercâmbio Tecnológico de Piscicultura da Bahia Pesca. O evento visa promover a troca de experiências entre produtores, comerciantes e indústrias, incentivar o network entre os profissionais, fomentar oportunidades de negócios e viabilizar a realização de benchmarking entre os envolvidos.

“Durante três dias alguns dos grandes piscicultores baianos se reunirão no maior pólo piscicultor do estado, para conhecer exemplos de sucesso na produção e comercialização de pescado.

Participam grandes indústrias como a Integral Mix (fábrica de ração para peixes), Netuno Pescados, Advanced Aquaculture Technology (empresa que produz alevinos de tilápias) e donos de bares e restaurantes”, afirma o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira.

A programação conta com visitas técnicas a diversos empreendimentos nas cidades de Paulo Afonso e Glória. A região não foi escolhida por acaso para sediar o evento. O território de identidade de Itaparica é responsável por 60% da produção da piscicultura baiana, com mais de oito mil toneladas produzidas por ano. Esta marca é atingida graças ao trabalho e ao desenvolvimento de tecnologias realizadas por 26 empreendimentos e mais de 300 piscicultores.

intercambio piscicultura

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.