Operação em Barra do Garças flagra pescadores sem carteira nos rios da região

Durante a operação, a equipe apreendeu 215 quilos dos espécimes pirararas, cacharas e jaús, ainda filhotes

A equipe de fiscalização da Unidade Regional de Barra do Garças da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) continua o trabalho de fiscalização à pesca ilegal nos rios da região. Logo após o término do período de defeso da piracema (28 de fevereiro), em conjunto com a Polícia Militar de Barra do Garças, foi montada uma operação no Rio Culuene, nos municípios de Campinápolis, Canarana e Gaúcha do Norte. O objetivo, segundo o diretor regional da Sema em Barra do Garças, Cleber Fabiano Ferreira, é coibir a pesca ilegal e monitorar pesqueiros e pousadas da região.

Durante a operação, a equipe apreendeu 215 quilos dos espécimes pirararas, cacharas e jaús, ainda filhotes, além de materiais utilizados na pesca predatória como rede, tarrafas, espinhéis, ganchos e também armas de fogo. Participaram da operação três analistas de meio ambiente, sete agentes ambientais e dois policiais militares. Todos da cidade de Barra do Garças (MT). O pescado apreendido foi doado a entidades filantrópicas responsáveis por creches e asilos da região.

Segundo o diretor regional de Barra do Garças, na operação foram flagrados vários pescadores sem a documentação exigida por lei. “Muitos pescadores profissionais estão pescando sem a documentação exigida pela legislação ambiental vigente e encontramos também turistas pescando espécimes com tamanhos abaixo do permitido pela legislação ambiental vigente”.

Para orientar os pescadores amadores sobre a documentação exigida por lei, segue abaixo algumas orientações. É importante lembrar que o órgão ambiental estadual é responsável pela emissão da carteira de pescador amador. A carteira profissional deve ser obtida junto ao Ministério da Pesca e Aquicultura. Outras informações podem ser obtidas nas colônias de pescadores.

CARTEIRA DE PESCADOR AMADOR

Por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), os interessados podem obter a carteira para pesca amadora ou desportista que só poderá ser praticada, por maiores de 18 anos. Os menores de 18 poderão obter autorização desde que estejam em companhia dos pais ou responsáveis.

O coordenador da Arrecadação da Sema, Fábio Rosa Lopes, explicou que “é necessário que todos os praticantes da pesca amadora no Estado de Mato Grosso adquiram a sua carteira para que possam pescar de forma regular, sem que sejam surpreendidos com a fiscalização e penalizado conforme instituí o anexo V da Lei Nº 9.096/2009”.

Da Assessoria

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.