Operação “Araguaia para todos” apreende 200 quilos de pescado irregular

A operação resultou na apreensão de 200 quilos de pescado, 56 molinetes, 12 caixas de anzol, três espingardas, cinco tarrafas, duas redes, três caixas de isopor, um barco, e três motores de popa.

A operação realizada pela Diretoria Regional de Barra do Garças (509 Km a Leste de Cuiabá), da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Polícia Militar Ambiental do Estado de Goiás, percorreu cerca de 1000 km do rio Araguaia, lagos e afluentes, tanto do lado de Mato Grosso como do lado do Estado de Goiás.

A operação que durou oito dias e reuniu cinco fiscais da Diretoria Regional de Barra do Garças e 25 homens da Polícia Militar Ambiental de Goiás teve como objetivo principal fiscalizar a subida de cardume pelo rio Araguaia.

O diretor da Unidade Regional de Barra do Garças, Cleber Fabiano informou que a maioria das infrações foram administrativas – por exercer pesca sem licença, pescar em cima de cardumes, pescar espécimes fora da medida, caça, uso de arma de fogo, e/ou usar apetrechos proibidos, como rede, tarrafa, entre outras.

A operação resultou na apreensão de 200 quilos de pescado, 56 molinetes, 12 caixas de anzol, três espingardas, cinco tarrafas, duas redes, três caixas de isopor, um barco, e três motores de popa.

“Durante a operação fizemos também vistorias em cerca de 1.126 barcos que executavam pesca no rio Araguaia”, explicou Fabiano lembrando que “esses pescadores são atraídos pela noticia de subida de cardume no rio e se deslocam para a região vindos de todo o Brasil”.

A Operação “Araguaia para todos” teve início no último dia 17 e foi concluída esta semana, na segunda-feira(24.05) e passou por cidades e vilas, Barra do Garças (MT), Aragarças (GO), Araguaiana (MT), Registro do Araguaia (GO), Aruana (GO), Cocalinho (MT), Luiz Alves (GO), São Felix do Araguaia (MT), até o Pontal da Ilha do Bananal.

O tenente da Polícia Militar Laudemar, comandante da operação, explicou a importância de fiscalizar os rios nessa época, da subida do cardume pelo Rio Araguaia. “Na maioria das vezes as embarcações ficam estacionadas a montante dos cardumes, dificultando a sua subida”.

Segundo o diretor regional, “esta operação é a primeira das muitas que já estão sendo programas para serem realizadas em parceria com a Policia Militar Ambiental do Estado de Goiás”, disse ele ao destacar a importância da participação dos policiais militares “somando forças para dinamizar o processo de monitoramento e fiscalização do rio Araguaia e seus berçários naturais.

O Vale do Araguaia não existiria sem suas riquezas naturais, seus cenários e sua historia”.

Assessoria/Sema-MT

Veja também

Projeto Prorobalo Unesp de Registro capacita guias de pesca

É promovida a prática da pesca amadora responsável Projeto da Unesp de Registro vem promovendo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.