OMC está pronta para obter importante vitória ambiental na Rodada de Negócios de Doha

Genebra – A Organização Mundial do Comércio (OMC) deu um passo importante para a proteção dos oceanos do mundo com a emissão do ‘texto do presidente’ sobre subsídios para pesca.

Um forte contrato de subsídios para pesca representará uma vitória tranqüila para o ambiente. A OMC enfrenta desafios para resolver as questões de subsídios e pesca excessiva, mas os benefícios potenciais são enormes“, disse Courtney Sakai, diretor de campanha da Oceana.Se a rodada de Doha falhar, os oceanos serão os grandes perdedores.

Os subsídios para pesca fazem parte do Negotiating Group on Rules. O texto sobre subsídios para pesca foi divulgado pelo presidente de negociação Guillermo Valles do Uruguai como parte de um texto maior para o Rules Group, que também inclui dumping, subsídios gerais e contratos comerciais regionais. O ‘texto do presidente’ forma a base e a estrutura para negociações legais e técnicas e deverá ser discutido pela primeira vez em Genebra de 12 a 14 de dezembro.

Agora começaram as negociações reais. A questão é se a OMC vai aproveitar ou desperdiçar sua oportunidade de impedir a pesca excessiva global“, continuou Sakai. “A redução dos subsídios para a pesca excessiva agora é essencial para a pesca abundante no futuro.

A eliminação de subsídios que aumentam a capacidade de pesca é a melhor ação individual que pode ser realizada para proteger os oceanos do mundo. A OMC é a melhor e mais apropriada entidade para enfrentar o problema dos subsídios para pesca em escala global. As negociações sobre o subsídio para pesca são históricas porque representam a primeira vez que as preocupações com a conservação – pesca excessiva e redução dos recursos da pesca – levaram ao lançamento de uma negociação comercial específica.

Os subsídios promovem a pesca excessiva, fazendo com que a pesca seja mais longa, mais severa e mais distante do que seria possível em condições normais. Esses subsídios são estimados em pelo menos US$ 20 bilhões anualmente, um valor equivalente a aproximadamente 25% do valor da pesca mundial. De acordo com a UN Food and Agriculture Organization, 75% da pesca no mundo é agora excessivamente explorada, totalmente explorada, exaurida significativamente ou está se recuperando de exploração excessiva. | www.cutthebait.org.

A Oceana faz campanhas para proteger e recuperar os oceanos do mundo. Nossas equipes de cientistas marítimos, economistas, advogados e defensores conseguem mudanças políticas específicas e concretas para reduzir a poluição e prevenir o colapso irreversível de populações de peixes, mamíferos marinhos e outros seres vivos do mar. Global em escopo e dedicada à conservação, a Oceana tem encarregados de campanhas baseados na América do Norte (Washington DC; Juneau, Alasca; Los Angeles, Califórnia), Europa (Madri, Espanha, Bruxelas, Bélgica) e América do Sul (Santiago, Chile). Mais de 300 mil membros e e-activists em mais de 150 países já se juntaram à Oceana.|| Por: AE/Business Wire Latin America

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.