Oficina discute associativismo em Pernambuco

A Superintendência Federal da Pesca e Aquicultura em Pernambuco (SFPA-PE) deu mais um passo rumo à implementação das políticas de associativismo. A oficina de trabalho “Associativismo na Pesca e Aquicultura – Construindo a Política Nacional” aconteceu na última quarta-feira (27), no Auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Pernambuco, com a presença de pescadores dos litorais Norte e Sul e da Região Metropolitana do Recife.

Entre os assuntos debatidos, esteve o associativismo enquanto forma de organização social, além dos conceitos que ajudarão a construir uma proposta local para o seminário nacional, que acontecerá de 11 a 13 de novembro, em Brasília, com os membros representantes da pesca artesanal e aquicultura familiar eleitos por todo o país.

O superintendente federal, José Telino de Lacerda Neto ressaltou que o estado de Pernambuco tem se destacado por consultar diretamente os principais interessados na formação de uma política nacional de associativismo. Durante a abertura da cerimônia, destacou a importância de dar voz aos atores sociais e de ouvi-los com a sensibilidade necessária para que as políticas federais reflitam os desejos da população a que se dirigem.

Também foi traçado o panorama da economia solidária no país e explicado os pilares de formação: cooperação, autogestão, solidariedade e atividade econômica. Luís Roberto, do projeto Dom Hélder Câmara, afirmou que 44% das iniciativas de economia solidária no Brasil estão concentradas na região Nordeste. Segundo ele, Pernambuco ocupa a segunda posição no ranking nacional, ficando atrás apenas do Rio Grande de Sul.

De acordo com Luiz Calado, da Universidade Federal Rural de Pernambuco, o associativismo é fundamental na construção de uma sociedade democrática. “A exposição mostrou que pensar coletivamente pode modificar toda a trajetória das comunidades pesqueiras”, finalizou.

MPA

Veja também

Amazonas – 3,5 mil filhotes de quelônios são soltos na natureza

O projeto Pé-de-Pincha, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), realiza o manejo comunitário de quelônios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.