Novas instalações de Centro de Piscicultura do DF terão impacto regional

“Este centro de tecnologia em piscicultura será referência para o Centro-Oeste do País, com ramificações em outras regiões, seja em treinamento e formação de mão de obra ou por irradiar novas tecnologias”.

Centro de Tecnologia em Piscicultura (CTP) da Granja Modelo do Ipê,A declaração foi dada na manhã do dia 23 de novembro, por Dirceu Lopes, secretario executivo do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), durante discurso na inauguração da ampliação do Centro de Tecnologia em Piscicultura (CTP) da Granja Modelo do Ipê, do Governo do Distrito Federal. O centro está localizado nas proximidades da BR 040, na saída de Brasília para São Paulo.

A partir de agora, o centro da Granja do Ipê conta com um auditório com capacidade para 90 pessoas e ainda um novo sistema de criação de peixe com recirculação de água. O sistema envolve sete tanques de tamanhos variados, com capacidade total para 80 mil litros. A água nele é recirculada, o que proporciona economia. Novos veículos leves também foram adquiridos.

A produção de pescado no Distrito Federal e em seu entorno tem aumentado muito com o apoio do CTP, criado há uma década. A produção de peixes no período cresceu quase duas vezes, passando de 450 para 800 toneladas anuais. Já a produtividade média pulou de 3,5 para 5,2 mil Kg/há/ano. Alguns produtores já alcançam produtividades de 30 mil Kg/ha/ano, segundo a secretaria do DF. A atividade já ocupa mais de 157 hectares de viveiros para peixes. Embora seja um grande produtor, o DF ainda precisa adquirir pescado em outras regiões para atender a sua demanda.

Os recursos para a expansão do centro – da ordem de R$ 465 mil – foram garantidos pelo Ministério da Pesca e Aquicultura, pelo governo do DF e por emendas parlamentares. A solenidade de inauguração das novas instalações do centro contou com a presença de Wilmar Luis da Silva, secretario de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Distrito Federal, que representou o governador em exercício, Paulo Octavio. Prestigiaram também o evento o deputado federal Alberto Fraga, que conseguiu recursos para a ampliação do Centro de Piscicultura, através de emendas parlamentares; Adalmyr Morais Borges, coordenador do Centro de Tecnologia em Piscicultura da Granja do Ipê; Joe Valle, presidente da Emater/DF; Felipe Matias, secretário de Planejamento e Ordenamento da Aquicultura do MPA; Divino Lúcio da Silva, superintendente do MPA no Distrito Federal; e a senhora Rosilda Souza Martins, coordenadora do Território da Cidadania das Águas Emendadas, que envolve 11 localidades do Distrito Federal, de Goiás e de Minas Gerais; entre outras autoridades, dirigentes da pesca, técnicos e produtores aquícolas.

Fonte = MPA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.