Município preocupado com a pesca


Na Costa Branca, está ameaçado o sustento de famílias que dependem da pesca da lagosta. Por causa das restrições do governo federal com relação à pesca do crustáceo tiraram da atividade um grande número de proprietários de barcos de médio e pequeno portes, que, empregam entre cinco e sete chefes de família cada um. Na cidade de Porto do Mangue, localizada a 289km de Natal, a população e o poder público está preocupada com a diminuição da geração de renda

Um dos prejudicados é o empresário Francisco Nascimento. Ele tem sete barcos, que empregam sete tripulantes cada. Mas apenas dois receberam licença para pescar e 14 pessoas estão agora relegadas ao desemprego. Francisco acredita que a nova política nacional da pesca está prejudicando os pequenos e médios. O empresário lembra que das 60 embarcações de pesca de lagosta do município apenas 17 receberam licenças para essa temporada, o que está causando desespero na Colônia de Pescadores de Porto do Mangue.


Ciente da situação, o prefeito de Porto do Mangue, Francisco Vitor dos Santos, busca formas de amenizar a crise econômica da pesca, que naturalmente poderá repercutir no comércio da cidade. Paralelamente aos projetos sociais realizados pela prefeitura, o município está procurando alternativas para promover a geração de renda entre os pescadores, através da promoção de capacitações para criar novas fontes de trabalho nas camadas crentes da população.

Ações

Paralelo a isto, a prefeitura vem desenvolvendo uma administração que está agradando a população com várias ações em prol da coletividade, remédios, escolas eficientes, amplo projeto de ação social, obras beneficiando os moradores, estradas, desenvolvimento turístico, avanços em diversos setores, tudo isto buscando uma forma da população cada vez mais viver melhor. Esta é uma das determinação do prefeito Francisco Victor a seus auxiliares, uma administração transparente, voltada aos anseios do povo, buscando atender, dentro das condições, a população, da melhor forma possível.

Um dos temas que vale apena registrar é o apoio que a prefeitura vem dando a pesca comum. No tocante a lagosta é necessário ter alguns pré-requisitos determinados pelo Ibama. A prefeitura vem trabalhando na geração de renda para a população no sentido de melhor atender a quem procura os serviços da administração municipal.

Outro ponto importante no campo da economia é o apoio da prefeitura na agricultura, embora a chuva tenha sido considerada pouca neste ano. As longas estiagens acabam provocando uma queda na produção.

Porto do Mangue vem se desenvolvendo no sentido de buscar, cada vez mais, uma melhor condição de vida para cada um dos seus moradores, esta é uma determinação do prefeito Francisco Victor dos Santos que busca melhorar cada vez mais o município.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.