MS – PMA reúne comandantes para discutir estratégias da Operação Piracema

Treinamento de policiais para aturem na PiracemaO Comando da Polícia Militar Ambiental (PMA) estará reunido amanhã (28), às 9h30, com todos os comandantes das subunidades do interior do Estado para discutir a Operação Piracema, avaliar a Operação pré-Piracema, executada no mês de outubro, e dentro desta última operação, traçar os trabalhos da operação “Dia de Finados“. A reunião acontece na sede do Comando da PMA, à avenida Mato Grosso, próxima à rotatória do Parque dos Poderes, na Capital.

A reunião de amanhã visa a discutir os trabalhos realizados em piracemas anteriores, para aprimorar a fiscalização durante esta piracema, que começa no dia 1º na Bacia do Rio Paraná e no dia 05 na bacia do Rio Paraguai, se estendendo até o dia 28 de fevereiro de 2010.

A discussão passa pelas peculiaridades para a fiscalização de cada região, bem como os pontos principais que deverão receber mais atenção e, como manter vigilância aos cardumes, em especial, nos pontos em que estes são mais vulneráveis, que são as cachoeiras e corredeiras.

Também será discutida a Operação “Dia de Finados“, dentro da Operação pré-Piracema, em razão da grande quantidade de pescadores que estarão nos rios do Estado, devido a estes últimos dias de pesca aberta, os quais coincidem com um feriado prolongado. Durante a operação pré-Piracema (mês de outubro) a PMA já prendeu 41 pescadores e nove foram autuados por falta de licença.

Também serão entregues materiais e fardamentos para serem utilizados durante a fiscalização. Serão entregues: uma viatura, 12 motores de popa e 329 fardamentos. Até o início de janeiro a PMA estará recebendo mais oito viaturas, dez motores de popa, seis reboques para transporte de embarcações e quatro barcos. Além disso, todos os policiais militares ambientais já receberam pistolas novas, calibre 40.

Fonte: Notícias MS

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.