MPA participa de congresso de cooperativas no Paraná

Cooperativismo e o associativismo são importantes para o desenvolvimento da pesca artesanal e dos empreendimentos aquícolas

Nos 17 e 18 de fevereiro foram realizados em Francisco Beltrão, cidade do sudoeste paranaense, a 459 km de Curitiba, o III Congresso Estadual e a VI Assembléia Geral da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado do Paraná (UNICAFES Paraná). Na pauta de discussão o cooperativismo e o associativismo no Paraná, seus avanços, estratégias e escolha de nova diretoria da UNICAFES. Também foi constituída a nova Federação Unicafes Paraná, que poderá garantir uma interação mais forte entre as próprias cooperativas.

No Paraná, a exemplo do que ocorre em outros estados brasileiros, o cooperativismo e o associativismo são importantes para o desenvolvimento da pesca artesanal e dos empreendimentos aquícolas. Por isto, o Ministério da Pesca e Aquicultura celebrou no estado um convênio com a UNICAFES, no valor de R$ 500 mil e válido para os próximos dois anos. “Este aporte de recursos atenderá às demandas do setor no estado e contribuirá para o avanço da produção do pescado, através do associativismo/cooperativismo”, assegurou o superintendente federal da Pesca e Aquicultura no Paraná, José Wigineski, durante os eventos.

Segundo ele, o objetivo do ministério é fortalecer o setor, com a criação de várias cooperativas, “dando valor ao produtor, fazendo com que cada associado sinta-se capaz de inovar, de surpreender o mercado, objetivando sempre o crescimento da produção”.

No encontro também ocorreu a posse de Luiz Possamai na presidência da UNICAFES Paraná, após a gestão de Olívio Dambrós. O congresso e a assembléia contaram com a presença de autoridades, produtores e lideranças de várias entidades. Entre as autoridades, Wigineski e Humberto Oliveira, secretário Nacional do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

MPA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.