Ministro da Pesca palestra em congresso em Rio Grande e visita estação de piscicultura e pólo naval

O ministro da Pesca e Aquicultura, Altemir Gregolin, estará em Rio Grande (RS) nesta segunda-feira, 17 de maio, onde palestra no IV Congresso Nacional de Oceanografia (CBO2010), visita estação de maricultura e o pólo naval local. A agenda do ministro na cidade inicia às 14h e se estende até a noite, na abertura do Congresso de Oceanografia. Mais de três mil participantes são esperados durante os cinco dias do evento de oceanografia.

No início da tarde, às 14h, o ministro visita a estação de maricultura da Furg, na Praia do Cassino, onde vai conhecer as ações do centro de pesquisa, cujo papel é de fundamental importância para um dos setores de maior potencial no crescimento da geração do emprego e renda na atividade aquícola. Gregolin vai estar acompanhado de técnicos e especialistas do setor, diretores da Furg, e da superintendente do Ministério da Pesca no RS, Adriane Lobo.

Logo depois, às 15h30min, o ministro visita duas empresas no Pólo Naval de Rio Grande, no Distrito Industrial, no Superporto. As empresas são especialistas na construção de plataformas e navios. Na agenda, estará também o presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, e o reitor da Furg, João Carlos Cousin.

Às 18 horas, o ministro Gregolin palestra na abertura do IV Congresso Nacional de Oceanografia CBO2010, no Centro Integrado de Desenvolvimento Costeiro e Oceânico (Cidec-Sul). “Este congresso é um dos mais importantes do gênero em todo o mundo e tem uma relação muito estreita com a pesca e aquicultura”, destaca Gregolin. “Por isso consideramos de extrema valia as novas experiências, o conhecimento, as perspectivas e potenciais que serão apresentados neste evento e que vão contribuir sobremaneira para o desenvolvimento do nosso país”, ressalta o ministro.

Em sua palestra, Gregolin vai destacar os avanços na produção, beneficiamento e mercado do pescado, bem como as perspectivas da pesca e da aqüicultura, num momento em que o país efetivamente passa a estruturar a cadeia do pescado em todo o país, com uma política clara e de longo prazo em relação ao crédito, assistência técnica, pesquisa, produção e consumo, ordenamento e infraestrutura.

Durante os cinco dias de congresso, especialistas do Ministério da Pesca (MPA) vão palestrar e ministrar cursos no evento. Os temas abordados pelos técnicos do Ministério serão a gestão compartilhada do uso dos recursos pesqueiros no Brasil, a identificação de sobreposição de áreas de pesca utilizando rastreamento por satélite, os parques aquícolas marinhos e aplicações no planejamento e ordenamento da maricultura em águas da União, as políticas públicas em gestão compartilhada e comunitária da pesca e a aquacultura e a oceanografia.

MPA

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

um comentário

  1. jose adrian grigera

    gostaria de saver formas de conservar pexes defomados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.