Ministro da Pesca apresenta diretrizes para pesca na região amazônica


O Ministro da Secretaria Especial da Aqüicultura e Pesca, Altemir Gregolim, reuniu-se na quarta-feira(03), com a Bancada Federal de Rondônia, para apresentar as propostas de investimento do Governo Federal no setor de aqüicultura para toda a região amazônica e em especial para Rondônia.

Segundo o Ministro, a produção de pescado no Brasil é de 1 milhão de toneladas por ano, com estimativa de aumento até 2011, de 1,7milhão, gerando consequentemente, mais de 300 mil postos de trabalho. Atualmente, o setor gera 3,5 milhões de empregos.

Para ampliar o setor de pesca em todo o País, Gregolim apresentou diretrizes nacionais para a gestão, como a utilização plena e sustentável dor recursos aqüícolas e pesqueiros dentro de uma meta de desenvolvimento sustentável. O modelo de desenvolvimento, segundo o ministro, será focado na produção familiar e na democratização do acesso a água como meio de produção. O fortalecimento do associações e cooperativas não serão deixados de fora do Plano Nacional.


Conforme o Coordenador da Bancada de Rondônia, Deputado Eduardo Valverde(PT/RO), também está previsto na meta do Ministério, recursos para implantação e ampliação de terminais pesqueiros; recuperação e modernização das fábricas de gelo e entrepostos; transferência de tecnologias e pesquisas aplicadas, assistência técnica e extensão aos piscicultores, além de unidades de beneficiamento do pescado.

Na ocasião, Valverde colocou para o Ministro a situação dos pescadores artesanais do município de Pimenteiras, que em função de uma lei estadual, tem limitado a pesca no rio Guaporé, causando um impacto social e financeiro sem tamanho para os pescadores. “ Estamos buscando alternativas para essa problemática. Defendemos a preservação ambiental, mas não podemos deixar de pensarmos na sobrevivência dos pescadores. Intermediaremos o diálogo dos pescadores com o governo estadual“, ressaltou.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.