Mato Grosso do Sul – Ministro entrega 13 escavadeiras hidráulicas

A pesca e a aquicultura tem um enorme significado para o Mato Grosso do Sul

O ministro Marcelo Crivella, da Pesca e Aquicultura cumpriu, na última quinta-feira (05), uma série de compromissos, no Mato Grosso do Sul. Crivella entregou 13 escavadeiras hidráulicas para o desenvolvimento da aquicultura familiar do estado, em Campo Grande; se reuniu com com a Reitoria da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e representantes da Embrapa; atendeu o setor da pesca; e visitou a construção do Entreposto Pesqueiro, em Dois Irmãos do Buriti.

 

 

As escavadeiras hidráulicas, objetos de emenda parlamentar do deputado Vander Loubet, contemplaram os municípios de Amambai, Coxim, Eldorado, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Ladário, Miranda, Mundo Novo, Nova Alvorada, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Sonora e Tacuru.

 

Para o governador do estado, André Puccinelli, os equipamentos são um incentivo para o setor. “A pesca e a aquicultura tem um enorme significado para o Mato Grosso do Sul, e com essas máquinas vamos desenvolver ainda mais o setor”, declarou.

 

O ministro Marcelo Crivella destacou a importância do consumo de pescado para uma alimentação saudável e nutritiva, e revelou que o estado poderá impulsionar a produção com a utilização das novas escavadeiras hidráulicas. “Nosso país produz hoje cerca de 1 milhão e 400 mil toneladas de pescado por ano. No Mato Grosso do Sul, temos potencial para produzirmos 1 milhão de toneladas/ano, quase a totalidade da produção brasileira. Com a potencialidade, a força do nosso trabalho e a nossa dignidade vamos alavancar a produção de pescado e oferecer um alimento de qualidade para todos os brasileiros”, afirmou Crivella.

 

Em seguida, o ministro visitou o Entreposto Pesqueiro de Dois Irmãos do Buriti, onde foi recepcionado por representantes do setor, comunidades indígenas locais, o prefeito do município, Wlademir Volk, e o ex-governador do estado, Zeca do PT. O Entreposto beneficiará a aquicultura familiar do entorno e terá capacidade para 6 mil kg/dia de pescado, seis vezes mais que a capacidade atual.

 

“Hoje é uma data para celebrarmos. Quero que saibam que vocês tem um soldado no Ministério da Pesca e Aquicultura, que lutará diariamente pelos direitos da população e por um futuro melhor para todos os brasileiros”, finalizou o ministro.

 

Participaram das atividades os deputados federais Vander Loubet e Biffi, prefeitos dos municípios do Mato Grosso do Sul, o secretário de Planejamento e Ordenamento da Pesca do MPA, Eloy de Souza, e o superintendente federal da Pesca e Aquicultura do estado, Paulo Roberto da Silva.

 

MPA

 

 

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.