Mato Grosso – Apreensão recorde faz Sema redobrar fiscalização

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) realizou uma das maiores apreensões dos últimos anos de apetrechos de pesca, durante uma operação para combater a pesca predatória nesse início de período de Piracema. Os fiscais da Sema apreenderam 170 redes, 400 galões com pindas, 40 tarrafas, molinetes, motores de barco e aproximadamente 36 quilos de pescado, durante uma operação que começou na região de Tesouro e terminou no município de Cocalinho.

Foram mais de 120 km de rios fiscalizados pela Sema com apoio da Policia Militar, Juizado Volante Ambiente(Juvam). O diretor regional da Sema, Kleber Fabiano, explicou que a região do Araguaia é muito procurada no período de férias por pessoas de outras regiões do país que procuram Mato Grosso para pescar, entretanto acabam abusando pegando peixe fora de medida e desrespeitando as leis vigentes.

Normalmente estes pescadores disfarçados de turistas descem em caravana para os afluentes como Culuene, Couto Magalhães e a bacia do Xingu. A operação durou seis dias descendo pelo rio Garças depois passando pelo rio Araguaia até o município de Cocalinho.

Os pescadores estão afoitos para pescar em virtude da cheia dos rios que enchem também os lagos e braços dos rios fazendo com que aumente tamanho dos cardumes. Para fiscalizar toda essa situação, o maior problema dos órgãos ambientais Sema e Ibama continua sendo efetivo que é pequeno para atender uma região de 30 municípios.

Recentemente o Ibama promoveu uma operação no rio das Mortes onde apreendeu um verdadeiro arsenal de armas. Foram apreendidos 6 rifles com lunetas de mira; 3 mil munições com balas explosivas e de uso exclusivo do Exército. A mega apreensão aconteceu na fazenda Pequi no município de Cocalinho, cujo proprietário vai responder por crime ambiental.

Fonte = Olhar Direto

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.