Mais de 53 mil filhotes de quelônios são soltos em Juruti /PA

No último dia 18 de fevereiro, o Programa Quelônios da Amazônia (PQA), do Ibama, realizou a Soltura Oficial de filhotes de quelônios, no município de Juruti/PA, na Comunidade Nossa Senhora do Carmo, região do Igarapé das Fazendas. Foram devolvidos à natureza mais de 53 mil filhotes, um incremento de 112% em relação ao ano de 2010, 418% em relação a 2008 e 1.100% em relação ao ano de 2007.

O PQA funciona em Juruti por meio do Programa de Manejo Integrado de Quelônios (PMIQ), implantado como resultado da cooperação do instituto com a Alcoa e parceria da Prefeitura de Juruti. O local escolhido para a soltura foi definido por consenso pelas 25 comunidades participantes do PMIQ.

O crescimento exponencial no número de filhotes soltos demonstra o aprimoramento das metodologias de manejo e dos ajustes no monitoramento técnico e educativo realizado pelo Ibama. O PQA de Juruti dá treinamentos de educação ambiental e ensina metodologias de manejo de quelônios a representantes de cada comunidade, que passam a ser chamados Parceiros da Natureza. São beneficiadas com conhecimentos e informações sobre as práticas de conservação e manejo dos quelônios 1.254 famílias com 7.579 pessoas.

O PMIQ é uma ação governamental que tem como premissa a integração e o desenvolvimento de práticas sustentáveis por meio de projetos que despertem valores e oportunidades locais para as comunidades da Amazônia Legal. A Soltura Oficial de Quelônios é um momento de valorização das comunidades no seu envolvimento com o Programa Quelônios da Amazônia.

A solenidade contou com a presença de autoridades locais e federais, e de representantes das comunidades. O Clubinho da Tartaruga, do Ibama, proporcionou momentos de sensibilização educacional com a oficina “Roda da Mãe Terra” e as crianças da comunidade Santa Terezinha realizaram apresentação artística musical sobre o “Canto dos Quelônios”.

http://www.ibama.gov.br

Veja também

Tubarão-lixa

Brasil consegue reprodução de tubarão lixa em cativeiro

Um casal de tubarões-lixa (Ginglymostoma cirratum) se reproduziu pela segunda vez no Brasil, em tanques …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.