Liberada comercialização de mexilhão no norte de Santa Catarina

Liberada comercialização de mexilhão no norte de Santa Catarina

MexilhãoBrasília – O Ministério da Pesca e Aquicultura autorizou a coleta, a colheita e a comercialização de mexilhões procedentes da região norte de Santa Catarina, em Paulas, no município de São Francisco do Sul. A portaria está no Diário Oficial da União de hoje (26).

Áreas de cultivo desses moluscos haviam sido interditadas na região devido ao risco de intoxicação após o consumo. No entanto, análises mostraram que não há risco de contaminação. Santa Catarina é maior produtor nacional de ostras e mexilhões.

Christina Machado
Repórter da Agência Brasil

Mexilhão

O mexilhão (Mytilus edulis ou Mytilus galloprovincialis) é um molusco bivalve da ordem Mytiloida, consumido como fonte de alimento.

Os mexilhões são animais sésseis que vivem nas zonas intertidais, fixos pelo bisso às rochas costeiras. A sua concha é negra azulada, sem ornamentação a não ser as linhas de crescimento. A sua charneira é disodonte. Entre os predadores naturais do mexilhão encontra-se a estrela do mar.

Tal como a ostra, o mexilhão tem a capacidade de produzir pérolas, algumas delas com grande valor no mercado.

Espécies

O Mytilus edulis existe na costa atlântica da Europa, enquanto o Mytilus galloprovincialis existe na região mediterrânica e na costa portuguesa. A espécie atlântica é mais alongada, enquanto a mediterrânica tem o umbo recurvado para baixo[1]. No atlântico sul, nas américas e na áfrica ocorre o mexilhão marrom denominado Perna perna.

Culinária

Os mexilhões fazem parte da dieta dos países europeus onde se encontram naturalmente. Em Portugal, a forma mais típica como os pescadores a consumiam era assado sobre brasas, sobre uma telha. Os Mexilhões são também conhecidos como mariscos. São moluscos, de até seis centímetros de comprimento, casca escura, de cor castanha escura a preta envolvendo a carne avermelhada ou cor de creme. No Nordeste, o sururu, um tipo de mexilhão, chega a oito centímetros. No caso, tamanho não é documento, pois os mariscos de tamanho médio são os mais gostosos. É muito importante que se saiba reconhecer se o produto está fresco, pois é grande o risco de intoxicações por mariscos. Ao comprá-los com casca, é fácil verificar seu estado: só adquira aqueles que tiverem as conchas fechadas. Há mariscos de mar e mariscos de mangue. Estes são os melhores, visto que são mais fáceis de limpar e têm menos areia. Os mexilhões são animais sésseis que vivem nas zonas intertidais, fixos pelo bisso às rochas costeiras.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.