Impacto Profundo II apreende 8 mil metros de rede de caçoeira em Guarapari

Vitória – Fiscais do Ibama na operação contra a pesca predatória, Impacto Profundo II, realizaram mais uma apreensão de redes caçoeira no Município de Guarapari, no Espírito Santo. Foram oito mil metros do apetrecho, cuja utilização está está proibida desde 2007. A ação aconteceu na madrugada desta terça feira (23).

Segundo os fiscais, a embarcação tinha licença para pescar com covos, utilizado no lugar das redes para pescar lagostas. O dono da embarcação e mais três pescadores foram presos em flagrante e levados para o DPJ de Guarapari. O total das multas aplicadas foi de R$ 20,8 mil. A embarcação e o pescado, cerca de 100 quilos de lagosta, foram apreendidos.

A rede caçoeira é um apetrecho de pesca extremamente prejudicial ao meio ambiente. As redes carregam e matam lagostas ainda abaixo do tamanho mínimo permitido apara consumo pelo Ibama.

Esta etapa da Operação Impacto Profundo II está acontecendo com o apoio da Polícia Militar Ambiental e Marinha. Os fiscais do Ibama seguem o dia de hoje na região sul do Espírito Santo. Utilizar rede caçoeira é crime ambiental. Os autuados nesta ação possuem 20 dias para apresentar suas defesas junto ao Instituto. Todo o pescado apreendido foi doado para Instituições de caridade.

Luciana Carvalho
Ascom Ibama/ES

Veja também

Projeto Prorobalo Unesp de Registro capacita guias de pesca

É promovida a prática da pesca amadora responsável Projeto da Unesp de Registro vem promovendo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.