Ibama promove ações relativas ao defeso do caranguejo-uçã em Alagoas

Conscientização ambiental das empresas e de catadores da região aumentou a produção do caranguejo

Os núcleos de Educação Ambiental e Biodiversidade em Alagoas vêm acompanhando as atividades da comunidade pesqueira durante o defeso do caranguejo-uçã nos municípios onde existem manguezais, com a presença das populações tradicionais.

Nesses encontros, vêm sendo ministradas palestras sobre o período da “andada” e distribuição de material (cartazes, caranguímetro e legislação).

Para a coordenadora do Núcleo de Educação Ambiental (NEA/Ibama) em Alagoas, Rozângela Félix, “esta divulgação é uma ação continuada das atividades do Fórum de Proteção a Andada do Caranguejo-Uçá (Ucides cordatus), realizado em setembro/2005 pela superintendência do Ibama de Alagoas através do Núcleo de Educação Ambiental. Este fórum teve como objetivo conscientizar os catadores de caranguejo sobre a importância da preservação/conservação do ecossistema manguezal”.

De acordo com o presidente da Colônia de Pesca Z-24 em Roteiro/AL, Iranildes Cândido do Nascimento, “a conscientização ambiental das empresas e de catadores da região aumentou a produção do caranguejo: semanalmente, a comunidade exporta mais de 30 sacos do crustáceo para os municípios vizinhos. Aqui, em Roteiro, a “andada é respeitada”, finalizou Iranildes.

As atividades dos núcleos de Educação Ambiental e Biodiversidade em Alagoas terão continuidade, independentemente do período de defeso.
Ibama/AL

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.