Ibama faz apreensão de 5kg de peixe em evento sobre piracema

Pescadores evadiram do local e impediram a realização do flagrante; material foi conduzido ao Ibama.

O Ibama, durante fiscalização de rotina pelo Rio Poty, apreendeu hoje (16) cerca de 450 metros de rede e cinco quilos de pescados. A prática é considerada ilegal visto que iniciou ontem (15), e se estende até o dia 16 de março de 2011, o período da piracema.

“Estávamos pelo rio apenas fazendo uma visita aos pescadores para esclarecer sobre a necessidade de preservar a fauna durante o período da piracema e demos de cara com esse infração”, conta o fiscal do Ibama Antônio Teixeira.

Ao perceber a presença dos agentes ambientais os pescadores evadiram do local, impossibilitando o flagrante. O material foi apreendido e encaminhado à sede do Ibama.

“Estamos investindo na sensibilização dos familiares dos pescadores para combater a pesca nesse período. Para isso, estamos promovendo uma campanha educativa”, informa o superintendente do Ibama no Piauí, Romildo Mafra.

Durante o período em que fica impossibilitado de trabalhar, o pescador recebe pagamento mensal de um salário mínimo (R$ 510) a título de seguro desemprego.

Segundo o pescador Molitão Craveiro, as infrações ocorrem devido a falta de contra-partida do Estado. “A gente desrespeita a lei por que o auxílio prometido sempre atrasa”, diz.

Sobre a piracema
Piracema é o nome dado ao período de desova dos peixes, quando é proibida a pesca. Na estação os peixes nadam contra a corrente para realizar a desova, de modo a poderem reproduzir-se. Tal evento é fundamental para a preservação da piscosidade (abundância de peixes) nas águas de rios e lagoas.

Veja também

Goiás – Lei da Cota Zero será renovada por mais três anos

Os rios goianos são, sem dúvida, um dos maiores patrimônios de Goiás. A biodiversidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação Segurança (obrigatorio) * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.